A verdade nua e crua: conheça os erros mais comuns ao escrever

Brenna Carvalho Dicas de Redação

Escrever bem, principalmente sob pressão, pode ser um grande desafio…

Não é à toa que a prova de redação de concursos e vestibulares costuma ser o grande terror dos candidatos, afinal, organizar nossas ideias em palavras nem sempre é fácil!

Sabendo disso, produzimos esse artigo que lista alguns erros comuns em redações de concurso, visando tornar menos complicado e estressante a produção textual que pode ser determinante para o seu desempenho na prova.

Confira:

Atenha-se ao tema!

Fugir do tema é uma das maiores causas de anulação de redações.

Para entender qual é o tema da redação é necessário ter uma boa capacidade de interpretação da proposta e prestar bastante atenção aos textos de apoio…

Escrever bem exige que, antes de tudo, a pessoa seja um ótimo leitor. Isso quer dizer quê, a boa interpretação do enunciado e dos textos de apoio irá direcionar a sua escrita.

A fim de desenvolver essa habilidade, é interessante que o candidato mantenha uma rotina de leitura de jornais e revistas…

São recomendadas pelo menos duas horas diárias seguidas ou divididas entre a manhã e a tarde voltadas exclusivamente para a leitura, principalmente de temas da atualidade.

E em seguida, é indicado que seja desenvolvida a produção textual.

Lembre-se: É sábio quem diz que quanto mais se escreve, melhor se escreve!

Períodos muito longos sem pontuação são um pecado:

Um parágrafo inteiro com apenas um ponto final é um erro grave que pode fazer com que o examinador perca o fôlego (literalmente).

Uma dica importante é a que para que suas ideias sejam transmitidas com clareza, evite escrever períodos muito longos, pois eles tendem a ficar confusos e abarrotados de informação.

É importante que o seu texto contenha pontuação que propicie pausas curtas (para as quais utilizamos a vírgula ou ponto e vírgula) e pausas mais longas (ponto final).

Esse é um dos principais mecanismos que garantirão a fluidez da sua argumentação!

Escrever um bom parágrafo é compor uma série de períodos bem conectados ao invés de apenas um, longo e cansativo, que não diz coisa alguma.

Como escrever sem cometer o terrível erro do Pleonasmo Vicioso:

escrever-2

muitos anos atrás”, “Criar novas ideias”, “Entrar dentro da mente humana” – são exemplos comuns de pleonasmo vicioso, ou seja, uma repetição desnecessária de informação dentro da mesma frase.

Por ser tão comum na fala, esse vício de linguagem é comumente reproduzido ao se escrever, empobrecendo a redação dos candidatos.  

Uma dica valiosa para se evitar os pleonasmos viciosos é tentar passar sua informação com o mínimo de palavras possível sem prejudicar sua ideia inicial ou a coerência do seu texto.

Introdução de uma ideia nova à conclusão:

O objetivo de uma “conclusão” é fazer um breve resumo do texto, reafirmando seus pontos mais importantes. É uma maneira de, delicadamente, indicar ao leitor que sua redação chegou ao fim.

Não é o momento adequado para introduzir ideias novas ou iniciar argumentações que você não terá como desenvolver. Atente-se em apresentar soluções criativas sobre sua ideia inicial!

Escrever uma boa conclusão significa fechar com chave de ouro a sua redação e deixar uma boa impressão final para o examinador.

Erros gramaticais:

Mesmo aparecendo com frequência em muitas redações, alguns erros gramaticais são de doer os olhos.

O uso de palavras como “mas” e “mais”; de “mim” e “eu”; “porque”, “por que”, “porquê” e “por quê” será determinante para que você perca ou ganhe valiosos pontos.

Ufa! Depois de todas essas dicas, você não tem mais desculpas para não escrever uma redação nota 1000!

VEJA TAMBÉM: ESTRATÉGIA PARA TIRAR MAIS DE 900 NA REDAÇÃO

Vamos debater sobre?