Como evitar repetições de palavras na redação

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

Você costuma ficar sem estratégias para variar certas palavras na hora de escrever um texto? Isso é muito comum, porém, acaba tornando-se um problema quando te faz perder pontos na redação. No Enem, o candidato que insistentemente repete palavras ao longo do texto perde pontos na competência 4, que avalia a capacidade deste aluno em selecionar sinônimos e fazer retomadas. Pensando nisso, elaboramos esse post, que irá te dar algumas dicas sobre como evitar repetições de palavras na redação. Confira:

Por que as repetições devem ser evitadas?

As repetições na redação são muitas vezes inadequadas porque tornam a leitura cansativa e passam a impressão de que seu repertório vocabular é limitado.

Veja o exemplo:

  • Muitos deixam de seguir a carreira que realmente amam por acreditarem que a carreira certa é aquela cuja remuneração tende a ser mais alta. Escolher uma carreira com esse pensamento faz com que muitos passem a vida frustrados com a escolha.

Percebem como a repetição das palavras empobrece o texto? O corretor poderia pensar que esse aluno desconhece a possibilidade de usar sinônimos para “carreira”, como as palavras profissão, ocupação, serviço, entre outras.

Já no caso do verbo “escolher” e do substantivo “escolha”, por estarem na mesma frase e uma derivar da outra, sonoramente fica repetitivo, mesmo que não sejam exatamente a mesma palavra.

Agora observem como como seria possível fazer as substituições no exemplo:

  • Muitos deixam de seguir a carreira que realmente amam por acreditarem que a profissão certa é aquela cuja remuneração tende a ser mais alta. Escolher um ofício com esse pensamento faz com que muitos passem a vida frustrados com a opção feita.

Muito melhor, né? Fica até mais chique o texto 😉 Além disso, demonstra como você é capaz de escolher um termo correspondente para que a leitura não fique cansativa, massante. Bom, aí você me diz: mas e quando eu não souber uma palavra para substituir? Aqui vão algumas estratégias para te ajudar. Anota aí:

Substitua por pronomes

Há pronomes pessoais, demonstrativos, indefinidos, adverbiais, relativos ou numerais, por exemplo. Observe:

  • Os funcionários estavam muito descontentes, por isso o gestor chamou-lhes para uma reunião.

O pronome pessoal “lhes” substitui “os funcionários”, evitando, assim, a repetição.

Outro exemplo:

  • Os alunos reclamavam dos materiais insuficientes, banheiros precários e cadeiras quebradas. Tudo isso foi repassado à prefeitura, mas nada foi feito para resolver.

O pronome demonstrativo “isso” retoma os problemas anteriormente citados, “materiais insuficientes, banheiros precários e cadeiras quebradas”, para que não seja preciso dizê-los novamente.

Você pode, ainda, substituir por palavras mais genéricas algo que for específico ou o contrário, um termo específico para associar ao que for mais amplo.

Confuso? Calma. Olha só o exemplo:

  • Na casa havia girassóis, rosas, hortênsias e margaridas. Mas, infelizmente, as flores morreram quando a moradora foi embora.

Girassóis, rosas, hortênsias e margaridas são espécies específicas de flores. Para não citar cada uma delas novamente, só diga flores mesmo e tá tudo certo! 🙂

A última, mas não menos importante, dica é: crie o hábito de procurar sinônimos.

Quanto mais você gravar, mais fácil vai ficar de substituir na hora da escrita!

Gostaram? Então compartilha com a gente aqui nos comentários! Ah, pode tirar dúvidas também, afinal, queremos prepará-lo para tirar 1000 na redação!

Até a próxima e bons estudos! 😉

Vamos debater sobre?