Como fazer uma boa redação com uma proposta de intervenção

Roberta Rinaldi Dicas de Redação

Apesar de, aparentemente, ser uma parte fácil da composição do gênero, vários alunos tendem a errar ou apresentar de forma incompleta a proposta de intervenção. Ao errá-la, o aluno compromete a nota da competência e, consequentemente, o resultado final na redação. Aprenda a como fazer uma boa redação e uma proposta de intervenção!

Observe as informações a seguir:

  1. A banca de correção do Enem não cobra uma solução para o problema, mas sim uma intervenção.
  2. O Enem também não cobra originalidade na proposta; ela pode ser, inclusive, o aprimoramento ou ampliação de alguma medida já em vigor. A exigência diz respeito à viabilidade. Pense: é possível que essa proposta aconteça? Seja sensato.
  3. A proposta deve estar completa, ou seja:
    • APRESENTAR OS AGENTES: quem será responsabilizado pela proposta?
    • APRESENTAR OS MEIOS: de que forma a proposta entrará em vigor?
    • APRESENTAR OS PROPÓSITOS: qual será o resultado final desta proposta?
  4. Não há obrigatoriedade da proposta no parágrafo final, mas ela tem mais lógica na conclusão, pois vem depois das questões já terem sido abordadas e problematizadas. Caso você dê propostas ao longo da argumentação, observe se há coerência nessa apresentação deslocada. Ou seja, faz sentido que naquele local você já esteja apresentando uma solução? Algum problema já foi antes fundamentado? Se sim, tudo bem. Mas seja completo! 😉
  5. Você não pode, em hipótese alguma, propor intervenções que desrespeitem os Direitos Humanos, sob pena de ter a nota zerada.
  6. Tudo o que for problematizado na argumentação deve ser resolvido ao final. Portanto, o número de propostas é variável de acordo com o que for apresentado por você. É preciso bom senso, pois o espaço é limitado e as ideias devem ser bem desenvolvidas, não simplesmente “jogadas” no texto. Problemas não resolvidos ou intervenções para uma situação não apresentada anteriormente serão penalizadas.
  7. É importante dividir as responsabilidades e não culpabilizar exclusivamente o governo. Apresente uma intervenção social. Qual é o papel da sociedade frente ao problema? Seja consciente.

Uma dica prática e muito didática é gravar a palavra GOMIFES: cada uma das letras que formam a palavra é um agente diferente: Governo, ONGs, Mídia, Indivíduo, Família, Escola e Sociedade. Procure aprofundar seu conhecimento sobre cada uma dessas esferas, por exemplo, os vários órgãos governamentais e suas funções, para designá-los de forma direcionada.

Agora, vamos praticar? Escolha um tema AQUI e pense em possíveis propostas para o que você problematizaria do assunto.

Venha para a Imaginie e aprenda como fazer uma boa redação e garantir a nota 1000. Bons estudos!

Vamos debater sobre?