Como preparar a aula de redação com a prática de texto

Rodrigo de Oliveira de Educação

Não é novidade para os professores, nem mesmo para os alunos, a importância da aula de redação para se preparar para o ENEM. Ainda mais se levarmos em conta o peso que a produção de texto tem na nota final da prova. É justamente por isso que cada vez mais as escolas têm empreendido uma série de estratégias para capacitar seus estudantes e, ainda, estar mais bem ranqueada entre as instituições de ensino.

Os desafios, para isso, são inúmeros: vão desde o engajamento dos estudantes na sala de aula, passando por como tornar a aplicação do conteúdo mais atrativa ou ainda como otimizar a correção de provas, para dar um feedback individualizado, mais assertivo. Queremos compartilhar desse mesmo desafio e ajudar você, educador, a persistir no objetivo de alcançar bons resultados no Enem 2015 para sua escola. Nesse post, apresentaremos algumas estratégias sobre como combinar a aula de redação expositiva com a prática do texto para potencializar a formação de seus alunos. Vamos nessa?

Ouvir os alunos

Vários especialistas na área educacional têm reforçado a importância de entender, com cada vez mais exatidão, a necessidade dos estudantes. Certamente, você os conhece muito bem, mas envolvê-los na elaboração de uma aula pode ser uma isca para motivá-los na aplicação dela. Uma pesquisa informal com eles já é um passo importante para isso.

Combinar aulas expostivas e práticas

Estudos no campo da psicologia e da neurociência, conduzidos pela educadora norte-americana Tracey Tokyhama-Espinosa, sinalizam que a capacidade de o aluno permanecer atento no período de aula é de 10 a 20 minutos. Portanto, o ideal é que você combine aulas que contenham o repasse do conteúdo expositivo e, na sequência, instigue os estudantes para colocarem a mão na massa, ou melhor, no papel e na caneta.

Ler é preciso!

Fazendo referência aos antigos navegadores, temos um grande desafio pela em frente: motivar os alunos a desbravarem o universo da leitura. Nem precisamos aqui mencionar os vastos benefícios dela (aumenta o vocabulário, amplia a capacidade cognitiva e assim por diante). Que tal fomentar rodas de leitura na aula de redação? Despertar o (bom) gosto pelos livros fará seus alunos se prepararem melhor para a redação nota mil.

Sensibilizar a pesquisa

Aliar-se à internet e fazer dela uma companheira no aprendizado dos alunos é também uma maneira de trazer elementos diferentes à sua aula. Você pode envolvê-los na busca de conteúdos que tragam exemplos de gêneros textuais ou tipos de textos (nós já trouxemos aqui no blog um texto que explica bem isso para eles). É importante observar as regras quanto ao uso de dispositivos de acesso à internet em sua escola. Não sendo autorizado, você pode sensibilizar seus alunos a levarem como tarefa de casa com o compromisso de apresentarem na próxima aula, por exemplo.

Motive seus alunos a pensar no destinatário

Outra saída que pode favorecer a motivação na sala de aula é direcionar a produção de texto com destinatários específicos. Muitas vezes, o ato de fazer redação acaba se tornando mecanizado por parte dos alunos, já que é uma atividade direcionada para o professor avaliar. Experimente elaborar uma ação em que se tenham outros destinatários envolvidos, o que pode gerar uma expectativa e engajamento maior. Por exemplo: dê um tema para desenvolvimento de texto e o resultado eles podem compartilhar com alunos de outra sala de igual série, fomentando uma atividade integrativa. Falar para pessoas diferentes pode motivá-los ao desafio de preparar novos conteúdos (e mais atraentes também).

Conhece alguma outra estratégia que tem dado certo com você? Compartilhe com a gente nos comentários abaixo e poderá ajudar outros professores também.

Vamos debater sobre?