Desafios para reduzir casos de assédio: referências para a redação

Beatriz Kalil Othero Dicas de Redação

Um dos problemas mais recorrentes que as mulheres enfrentam no cotidiano é o assédio sexual. Constantemente, e em vários momentos (no trabalho, na rua e até em casa, por exemplo), muitas passam por situações constrangedoras, violentas e traumatizantes. Nos últimos anos, a temática tornou-se uma pauta de discussão forte em vários grupos sociais, inclusive sob a forma de tema de redação.

Pensando nisso, a fim de expandir seus conhecimentos sobre o assunto indicamos três produções recentes que possuem a temática e, assim, podem ser citadas em sua redação:

Campanha That’s Harassment (“Isso é assédio”, tradução livre) – 2017

Lançada há pouco mais de um ano, a produção estadunidense é composta por uma série de seis vídeos, cada um retratando uma situação de assédio. O material é baseado em casos reais, que são mais comuns do que se pensa. Como consta na página do Facebook, os dois objetivos centrais da campanha são, em tradução livre, “empoderar vítimas e espectadores para falarem sobre o assédio, além de prover ferramentas para empregadores criarem um ambiente de trabalho seguro”. Um dos produtores executivos da campanha é o ator David Schwimmer (o Ross, da série Friends), que também está em um dos vídeos.

Clique aqui e assista aos vídeos da produção.

Bastidores de um dos vídeos, chamado “The Boss”, protagonizado por Zazie Beetz (das séries Atlanta e Easy) e David Schwimmer (de Friends). Foto: reprodução

Episódio da série Master of None (2017)

O vigésimo episódio da segunda temporada dessa série expõe uma situação desconfortável, mas muito corriqueira em locais de trabalho: Dev, ator comercial de um programa de TV – e protagonista da série – descobre que sua maquiadora, Lisa, já foi vítima de assédio sexual de Jeff, produtor do programa. Desse modo, o episódio faz a crítica a alguns homens, que, por ocuparem cargos altos onde trabalham, acham que têm o poder de fazer tudo, até mesmo assediar mulheres.

Uma das cenas do episódio, com Jeff, Raven-Symoné e Dev. Foto: reprodução

Campanha “Deixa Ela Trabalhar” – 2018

Recentemente, jornalistas esportivas brasileiras idealizaram, produziram e lançaram a campanha nas redes sociais. Na produção, constam vídeos de depoimentos das mulheres, momentos de assédio vividos nas transmissões de reportagens e o apelo central, resumido pela hashtag: #DeixaElaTrabalhar. Na página do Facebook e do Twitter estão os objetivos principais: “Contra o machismo, desrespeito e assédio nos estádios, ambiente de trabalho, redações, rede social e onde quer que aconteçam”. Clubes de futebol e jornais de diferentes partes do mundo evidenciaram a campanha, que também foi veiculada nos telões de vários estádios do Brasil. Além da necessária conscientização, fica a esperança de dias melhores (e mais respeitosos) para as jornalistas esportivas.

Clique abaixo e veja o vídeo da campanha, que já possui quase 1 milhão de visualizações.

#deixaelatrabalhar

Posted by Deixa Ela Trabalhar on Sunday, March 25, 2018

 

Esperamos que você goste das indicações – e que conscientize-se, sempre! Boa produção 🙂

TREINE A REDAÇÃO COM ESSE TEMA

VEJA TAMBÉM: SISTEMA CARCERÁRIO: REFERÊNCIAS PARA USAR NA REDAÇÃO

Vamos debater sobre?