Gramática: O que são conjunções subordinativas

Roberta Rinaldi Dicas de Português

Você aprendeu AQUI o que são as conjunções coordenativas e suas relações de sentido. Neste post você irá conhecer as conjunções subordinativas, para usá-las em sua redação e garantir uma boa coesão textual.

VEJA MAIS DICAS DE PORTUGUÊS

Entenda:

Se alguém disser a você apenas “Os professores disseram”, com certeza a pergunta que virá a seguir é: disseram o quê?

A pergunta é pertinente porque o verbo “disseram” tem um sentido incompleto, ou seja, necessita de um complemento para concretizar sua ideia. Veja como:

  • Os professores disseram que irão manter a greve.

Agora há um sentido completo do que foi dito, ao apresentar uma conjunção subordinativa (que).

As conjunções subordinativas podem ser:

  • Conformativas (consoantes a uma ideia)

 “Concluiu o trabalho, conforme foi pedido.”

  • Causais (indicam o porquê, motivo)

 “Esqueceu-se do almoço, porque saiu atrasado.”

  • Finais (indicam a finalidade)

 “Vou à festa, para que eu conheça melhor meus colegas de trabalho.”

  • Concessivas (indicam uma ressalva que não se opõe a uma ideia)

 “Faremos a festa, mesmo que o custo seja alto.”

  • Proporcionais (indica fatos simultâneos)

 À medida que mais pessoas chegavam, o ambiente ficava mais quente.”

  • Condicionais (indica hipótese)

 Caso seja selecionado, começará a estudar em março.”

  • Consecutivas (intensifica um ideia em relação a outra)

 “Ele foi tão inconveniente, que não pude deixá-lo terminar a fala.”

  • Temporais (indica circunstância de tempo)

“Não mora mais com os pais, desde que conseguiu um emprego.”

  • Comparativas (compara ideias)

“Está mais satisfeito hoje do que ontem.”

Não deixe de usar as conjunções em seu texto e procure compreender bem o significado delas em suas orações.

CLIQUE AQUI PARA APRENDER SOBRE AS CONJUNÇÕES COORDENATIVAS!

Até a próxima! 😉

Vamos debater sobre?