Metodologias de estudo para alunos nota 1000

Kamila Dantas Dicas de Redação 0 Comments

Estudar nem sempre precisa ser de forma tradicional: sentado na carteira da escola ou do cursinho, junto dos cadernos e meia dúzia de livros abertos.

As vezes é necessário se organizar e planejar para estudar todo o conteúdo que você e escrever uma boa redação garantindo a nota 1000.

Separamos alguns métodos de estudo que podem te ajudar a absorver o conhecimento da melhor forma possível e te deixar mais perto do curso dos seus sonhos em 2019.

Método de estudo Robinson

Também conhecido pela sigla EPL2R (explorar, perguntar, ler, rememorar e reparar), esse método de estudo é muito utilizado em universidades americanas. Você pode tentar implementá-lo na sua realidade, de forma que ele te ajude a alcançar a nota 1000 no Enem 2019!

Explicando por etapas, o “explorar” consiste em descobrir conteúdos: seja ele artigo, livros ou textos (confira modelos de redações prontas aqui). Procure observar a opinião do autor, mensagem passada e conteúdo geral.

Na etapa “perguntar”, presume que você já tenha lido e poderão surgir perguntas e dúvidas. É hora de listá-la com objetivo de tornar a obra ou texto mais claro para você. Se organize em tópicos ou grife os trechos que lhe causam dúvidas e leve para a sua sala de aula e cursinho. A Imaginie também te ajuda esclarecer as suas dúvidas no campo de comentários ao final de cada modelo de redação do nosso site.

Uma das etapas mais importantes consiste em “ler”. Diferente de “explorar” (que significa descobrir o conteúdo e entendê-lo), a leitura nessa etapa vem com intuito de resumir e analisar de forma profunda o material. Busque entender a estrutura textual: onde se localiza as informações fundamentais e as complementares.

Após retirar as suas dúvidas e ter compreendido o conteúdo de fato, é hora de “rememorar”. Para isso, realize um mapa mental com os pontos essenciais com objetivo de solidificar e memorizar o conteúdo. Observe e busque por lacunas não preenchidas da sua compreensão.

Finalizamos com o “repassar”. Nesta, é realizada uma última analise completa para ter certeza de que não restou nenhuma dúvida. É interessante organizar um debate ou troca de conhecimentos com amigos e colegas. Isso te ajudará a ter mais confiança, garantindo que você aprendeu esse conteúdo e está pronto para estudar outra matéria.

Sistema de anotações Cornell Notes

Esse sistema de anotações tem o objetivo de trabalhar com a sua memória. Pode ser utilizado no resumo de conteúdos ou em anotações de aulas e palestras com grande fluxo de conteúdo.

(clique na imagem para conferir em alta resolução)

Após preencher a folha conforme o esquema acima, você deve estimular a sua memória da seguinte maneira: comece relendo as anotações do lado direito da folha, em azul. Em seguida, tampe-o e tente responder questões sobre o conteúdo escrito baseando nas palavras-chave e questionamentos da coluna de tópicos, em vermelho, no lado esquerdo.

Percebeu como é fácil instigar a sua memória e relembrar as informações?

A principal dica que podemos dar é: estimule a sua mente várias vezes até de fato conseguir reter essas informações. Indicamos cerca de 30 minutos diários para reler todas as suas notas e pratica-las.

Mapa mental

Na tentativa de “copiar” o que acontecem com as nossas conexões cerebrais, os mapas mentais tem o objetivo de fixar o conteúdo através da memória visual.

Chamado de método gráfico, ele é basicamente um esquema aonde você escreverá ideias e estebelecerá conexões entre elas, partindo de uma ideia inicial.

(clique na imagem para visualizar o mapa mental em alta resolução)

Para o estudo em redação, preparamos esse mapa mental de exemplo sobre um tema proposto: Desafios relacionados à alimentação no Brasil.

Observe as divisões a partir da necessidade de um texto dissertativo-argumentativo: contextualização, tese, desenvolvimento e proposta de intervenção.

A partir desses pontos, são desenvolvidos outros e assim sucessivamente. Isso tudo pode te ajudar a memorizar melhor o conteúdo ou, como neste caso, organizar as ideias para a produção de uma redação.

Metodologia de estudo usando flashcards

Já imaginou poder estudar e absorver o conteúdo através de um joguinho simples que você pode jogar até sozinho?

Anote várias perguntas e respostas de alguma determinada matéria que você tenha dificuldade. Compre vários papéis coloridos e corte em retângulos. Escreva na frente uma pergunta e no verso a sua resposta. Misture como baralho e comece tirar um a um.

Algumas serão fáceis, outras você lembrará com dificuldade e ainda terão aquelas que você errará a resposta ou nem saberá o que responder. Separe-os em três pilhas. A medida que o jogo for evoluindo, você já saberá o que precisa melhorar e o que já tem total domínio.

Experimente jogar com os amigos: além proporcionar momentos divertidos, você poderá aprender muito sobre aquele conteúdo que você costuma ter dificuldade.

Autoexplicação em voz alta

Se você já sentiu uma compreensão melhor sobre algo lendo em voz alta: esse método de aprendizagem pode ser para você.

Simples e muito útil, ele consiste em se autoexplicar o conteúdo em voz alta. É recomendado em utilização de leituras rebuscadas e complexas. Mas também é utilizada para falar alto algum aspecto do seu processo de pensamento durante a aprendizagem.

Busque um espaço tranquilo de estudo e leia em voz alta o conteúdo que você precisa aprender e fixar melhor.

Técnica Pomodoro

Criada em 1980 por Francesco Cirillo, é uma das práticas mais conhecidas para a organização de tempo. Essa técnica é pautada em uma filosofia sistemática capaz de proporcionar a você foco e criatividade. Dessa forma, permitirá com que você complete as atividades de forma mais rápida, evitando a procrastinação (aquele famoso: “não aguento mais”, “ai que preguiça”).

O processo não é nenhum “bicho de sete cabeças”. Para cada tarefa do dia, você divide seu tempo em pequenos períodos e realiza pausas periódicas entre eles. Ou seja, você estuda durante 25 minutos e, então, realiza uma pausa de 5 minutos.

Cada período de 25 minutos é chamado de “pomodoro”, que significa tomate em italiano. Cirillo utilizava um relógio de cozinha em formato de tomate como seu relógio pessoal, por isso a técnica foi nomeada desta forma.

Depois de realizar quatro “pomodoros” de atividades (100 minutos de atividade com 15 minutos para pausas), você deve, então, fazer uma pausa mais longa para descanso, de 15 a 20 minutos.

Toda vez que você terminar um “pomodoro”, marque seu progresso com um “X”. Além disso, anote o número de vezes que a procrastinação surgiu ou que sua atenção foi desviada dentro dos períodos de 25 minutos.

Com essa organização de estudos, você manterá sua mente fresca e focada. Se você tiver uma lista longa de coisas para estudar, usando a Técnica Pomodoro você poderá terminar suas tarefas mais rapidamente.

Venha para a Imaginie e aprenda como fazer uma redação! Para começar com o pé direito, vamos te presentear com um cupom de 10% de desconto em TODOS OS NOSSOS PLANOS utilizando o código: metodologiasnota1000. Clique no banner a baixo e comece agora!

Vamos debater sobre?

Deixe uma resposta