Tese na redação do Enem: como cobrar?

Roberta Rinaldi dos Corretores

 Neste material, vamos esclarecer algumas questões que dizem respeito à tese. Ela é um elemento essencial na composição do texto e não apresentá-la significa não se adequar de forma eficiente ao gênero dissertativo-argumentativo, o que compromete significativamente a nota da redação.

  • Define-se tese como opinião, ponto de vista sobre o tema proposto. Pode ser apresentada por meio de declarações, afirmativas ou negativas, e deve estar obrigatoriamente na introdução.
  • O texto é constituído de argumentos para justificar aquilo que o aluno acredita ser a situação-problema. Portanto, é por meio da tese que ele deve indicar, logo na introdução, o que será exposto nos parágrafos de desenvolvimento.
  • O aluno deverá defender a tese ao longo do texto; mostrar, com os argumentos, a relevância e validade da discussão que propõe.
  • Mesmo que seja uma opinião, a tese deverá ser defendida de forma impessoal. Penalize o aluno que usar expressões como “eu acho que…”, “acredito que as causas do problema sejam…”, dentre outras.
  • Considerando o tópico acima, oriente-o sobre como modalizar o discurso de forma a expor a tese como um fato, uma verdade.
  • A função do aluno é a de persuadir o leitor a respeito daquilo que acredita, então ele deve ser capaz de sustentar aquele pensamento. Cobre argumentos consistentes.
  • Tese também é posicionamento crítico. Isso significa que o aluno não deve se ater a ideias próprias do senso comum. Indique ele que ele precisa demonstrar autoria, ser crítico e reflexivo ao expor a opinião.
  • O aluno pode defender qualquer tese, desde que ela respeite os Direitos Humanos e a Diversidade Cultural.
  • Há teses que roteirizam as ideias para os parágrafos seguintes. Veja o exemplo:

Suponhamos que o tema seja “Desafios na saúde pública: como lidar com epidemias no Brasil?” (Conheça o tema AQUI). Ao refletir sobre o assunto, o aluno julga ser relevante dizer que as causas para que as epidemias aconteçam estão relacionadas à ocupação desordenada dos centros urbanos e degradação ambiental e apresenta tal hipótese na introdução. Depois disso, começa o processo de destrinchamento da informação:

  • No primeiro parágrafo de desenvolvimento, fundamenta a tese sobre a acelerada urbanização.
  • No segundo parágrafo, justifica o problema da degradação ambiental.

Essa é uma estratégia de organização textual, que direciona o leitor, demonstra que houve um bom planejamento da escrita da redação e que o aluno tem boa capacidade de estabelecer coesão entre as partes do texto.

Observe o exemplo de introdução a seguir sobre o tema “Perigos da obsolescência programada”:

O sistema capitalista, nascido tímido nos berços feudais com o excedente da produção em forma de escambo entre os agricultores, tomou proporções gigantescas e lucro maior ainda a partir Revoluções Industriais. Hoje, para manter a média das vendas, os empresários diversificam a cada dia mais as funcionalidades de seus produtos, além de programarem sua obsolescência, tornando necessário ao consumidor voltar a adquirir novos rapidamente. Esse fato é causado pela necessidade de manter o lucro dos grandes empresários, porém agride a saúde da população e a do meio ambiente, que não tolera tamanho nível de agressão.

Perceba que o que está em itálico é a contextualização do tema, feita por meio de uma alusão histórica. Já o que está em negrito é a opinião do autor, a tese, afirmação do que ele considera ser a causa do problema em discussão. 😉

Cada aluno tem sua estratégia específica de apresentação do ponto de vista. O propósito deste post não é estabelecer que este ou aquele molde é o correto. Nosso propósito é demonstrar quais são os aspectos essenciais para a boa apresentação da tese e indicar algumas formas de orientação àqueles alunos que possuem dificuldade em apresentá-la.

Nos casos em que o aluno não apresenta tese, penalize-o na competência 2, pela inadequação aos limites estruturais do texto dissertativo-argumentativo, e possivelmente na competência 3, caso, além de não apresentar a tese na introdução, ele em nenhum momento da argumentação defenda um ponto de vista.  

Veja abaixo mais dois exemplos de tese:

Tema: Efeitos do bullying na sociedade

“Para o sociólogo francês Émile Durkheim, a escola é uma das instâncias da socialização. Logo, é vital apresentar não só o conteúdo, mas também noções de cidadania e senso crítico. Contudo, é notável que tal concepção não é aplicada nas escolas brasileiras, o que resulta na falta de coletividade entre os alunos e, por conseguinte, o bullying, que apesar de ter seu combate recentemente ratificado como lei, ainda é um problema presente na sociedade, devendo, portanto, ser discutido e solucionado.”

  • O autor dessa introdução responde, claramente, ao tema por meio da introdução. O bullying, de fato, é uma realidade > Tem sido alvo de medidas para o seu combate, mas não é eficaz > Tem como consequência a falta de coletividade entre os alunos.

Tema: Gravidez na adolescência em evidência no Brasil 

“[…] A gravidez na adolescência, no Brasil, assim como outros diversos problemas sociais que o país enfrenta, decorrentes de seu IDH baixo, é uma questão de ausência de políticas públicas eficazes em áreas menos favorecidas da sociedade, onde os níveis de conhecimento e educação da população são muito limitados.”

  • Segundo esse autor, a causa da gravidez na adolescência ser um problema social enfrentado pelo país diz respeito à ausência de políticas públicas eficazes, respondendo de forma correta ao comando do tema.

Esperamos que esse material tenha sido enriquecedor para seu trabalho de correção daqui para frente. Até a próxima!

Vamos debater sobre?