A eficiência da política antidrogas brasileira

Envie sua redação para correção
    Os impasses da política antidrogas
         É notável que a política antidrogas brasileira é falha em muitos aspectos.Tal fato tem como princípio diversos elementos,como,por exemplo, a precária segurança nas fronteiras e a falta de infraestrutura das delegacias.Assim,nota-se esforços sem sucesso para minimizar o tráfico,o consumo e os respectivos efeitos das drogas na sociedade.
           Segundo uma reportagem do jornal O Estado de São Paulo, as Forças Armadas tiveram uma redução drástica do orçamento nos últimos anos.Por consequência ,é perceptível o estado de vulnerabilidade das fronteiras ,facilitando,então, o tráfico de substâncias ilícitas.Ainda, conforme o sociólogo colombiano Ricardo Vargas, o Brasil pode ser considerado um importante curso para a saída de drogas.
         Ademais, a falta de infraestrutura limita a atuação dos militares.De acordo com uma auditoria do Tribunal de Contas e União,pendências de equipamentos e de recursos,em delegacias fronteiriças, dificultam o combate ao narcotráfico.Com isso, há uma contribuição não só para o contínuo tráfico de drogas,como também para o aumento da violência.
         Dessa forma, é necessário que o Ministério da Segurança Pública  elabore projetos de combate ao tráfico,principalmente em regiões de fronteira. Junto a isso,para o suporte das bases militares, é imprescindível os investimentos das instituições governamentais em tecnologias de ponta e em infraestrutura de qualidade.Sobretudo,é de extrema importância campanhas socioeducativas sobre o prejuízo das drogas não só para o usuário,como para a segurança e economia.Assim sendo, o Brasil poderá alcançar uma eficiente política de combate às drogas.