A eficiência da política antidrogas brasileira

Envie sua redação para correção
    O tráfico de drogas é hoje, um dos fatores culminantes para os crimes, por exemplo, de roubo, sequestro e latrocínio. Os infratores, movidos pela necessidade do vício ou do contrabando, cometem esses crimes causados, primordialmente, pelo efeito que as drogas tem na sociedade. Há quem compre, por que há quem venda. Combater o tráfico e reabilitar os dependentes são medidas já tomadas pelo país, que precisam de um reforço maior , para que  tenham efeitos mais significativos.
         Emissoras de televisão como, "Investigação Discovery" e " Axn" possuem programas que retratam o dia a dia de policiais em suas mais variadas chamadas ás ruas. A maioria dessas mostram crimes decorrentes do tráfico de entorpecentes. Ao serem pegos, os suspeitos são entrevistados e descobri-se que já possuem passagem pela polícia e essa passagem é por tráfico de drogas. Assim, conclui-se que, o combate a este mal não está sendo suficiente, é preciso medidas mais severas, mais tempo na prisão e uma reinserção social mais efetiva, pois muitos alegam voltar para o tráfico, por não conseguirem um emprego.
         Cada droga possui seus efeitos colaterais e seu grau de dependência. O crack,  hoje a droga mais devastadora do país, consegue viciar o usuário em apenas 20 minutos de consumo. Rico ou pobre, braco ou negro, a droga alcança qualquer cidadão, basta ele querer. Deve-se estudar o que leva uma pessoa a consumir o entorpecente pela primeira vez e procurar combater, assim como, tem que analisar maneiras de reabilitar quem já está dependente.
        Sendo assim, o Brasil já possui métodos interessantes de combate ás drogas, basta aperfeiçoa-los . Para tanto o Legislativo deve aumentar a pena para tráfico de drogas e o Governo Federal deve estabelecer um programa a nível nacional, semelhante aos programas da assistência social, como o CRAS, Creas e Bolsa Família, pois estes encontram-se espalhados por todo o país e tem seus usuários cadastrados e acompanhados em sistemas. Este programa contaria com casas de reabilitação que possuiria profissionais qualificados na recuperação dos pacientes e teria um sistema que acompanharia a evolução dos mesmo. O programa contaria também com artesanato, cursos profissionalizantes e demais atividades de reabilitação social. Recuperados, os pacientes seriam encaminhados para o mercado de trabalho, pois já estariam qualificados e livre das drogas. Acabar com as drogas pode ser uma realidade viável, basta cada um trabalhar a favor disso.