A eficiência da política antidrogas brasileira

Envie sua redação para correção
    Inquestionavelmente as políticas antidrogas brasileira são ineficazes. Pois, não há projetos eficientes que diminuam o acesso ás drogas. Prova disso, é que uma a cada três pessoas presas no Brasil respondem por envolvimento com drogas. Todavia, uma das soluções para esse problema encontra-se na educação.
      Inegavelmente, dependentes químicos são uma perda para a sociedade. Usuários de substancias psicoativas geralmente apresentam algum transtorno mental, por consequência, da ação das drogas no sistema nervoso. Além disso, em muitos casos, perdem o controle da vida psíquica, emocional e social. Entretanto, de acordo com a OBID (Observatório Brasileiro de Informações sobre Drogas), por lei, os dependentes de substâncias psicoativas possuem o direito ao tratamento de transtornos mentais.
      Porém, a realidade no Brasil é contraditória. Logo que, o sistema carcerário brasileira encontra-se superlotado, o qual, de acordo com Luís Roberto Barroso, ministro do STF (Supremo Tribunal Superior) é reflexo da lei de drogas no país. Embora esta seja eficiente na apreensão de indivíduos, não oferece tratamento adequado, com a finalidade de reinserção social dos infratores. Desta maneira, não contribui para diminuir a disseminação  de drogas no país. 
      Posto que, no senário brasileiro a luta contra a s drogas restringe-se á prisão, faz-se necessário novas formas de combater este mal. Seguindo a ideia de Pitágoras "Eduquem as crianças e não será necessário castigas os homens", o governo estadual deve arrecadar impostos provenientes de empresas de bebidas alcoólicas e cigarros, e direcioná-los para escolas municipais. Afim de, proporcionar escolas mais equipadas para atender aos jovens. Desta maneira, as escolas poderão oferecer mais atividades como dança e teatro, distanciando-os das drogas. Ademais, o SUS (Sistema Único de Saúde) precisa  de clínicas de reabilitação para os dependentes psicoativos, tornando-os assim, apitos a retornarem á sociedade. Por fim, este é o caminho para enfraquecer o rico comércio das drogas.