Envie sua redação para correção
    Desde o período colonial, havia obtenção de drogas ilícitas ,principalmente ,entre os negros africanos ,por meio do escambo no tráfico de escravos . E infelizmente, apesar de estar em um contexto diferente a disseminação das drogas ainda é bastante presente ,sendo necessário políticas antidrogas .Nesse sentido ,há fatores que não deve ser negligenciado, como o papel da família e a falha de políticas públicas. 
        Em primeira análise, convém frisar a importância do papel familiar referente às drogas. Segundo o sociólogo Emile Durkheim, os fato Sociais são ações de padrões exteriores , gerais e coercitivos .Nesse sentido, o pensamento do sociólogo pode ser encaixado no papel familiar diante das drogas ,uma vez que, se uma criança cresce em um ambiente instável ,envolvido em situações erradas ,como tráfico de drogas, rodeado de crimes ,consequentemente, a criança poderá seguir o mesmo caminho .Dessa forma, devido a má influência da família a criança é levado a tal situação ,logo, que ela não tem capacidade de discernir o que é melhor para ela ,papel feito pelos responsáveis.
         Outrossim, é válido ressaltar a falha de políticas públicas no âmbito antidrogas .Isso ocorre ,porque desde a década de 70 ,no qual o Brasil baixou leis referentes as drogas e tantas outras criadas futuramente, todas visavam punir o indivíduo deixando de lado políticas de prevenção ,dessa forma ao invés de combater tal male, apenas era prolongado, podendo ser responsável por outros, como a superlotação dos presídios .Nesse sentido, nota-se que não adianta a inserção de normas e leis contra as drogas se a raiz do problema não é mudada. 
         Medidas, portanto, são necessárias para atenuar a problemática. É imprescindível que o MEC em consonância com a escola com o auxílio do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) promovam nelas palestras com psicólogos e agentes sociais, a fim de auxiliar os pais na criação dos filhos. Além disso, o Governo e o Ministério da Saúde e Segurança ,devem implantar políticas de prevenção antidrogas, como tratamento e reinserção social ,desde os que estão na prisão até os indivíduos que estão em locais de risco, a fim de diminuir o número de indivíduos que recorrem às drogas.