Envie sua redação para correção
    Não é tão simples como o Teorema de Pitágoras    
     Os desafios para reduzir os casos de assédio sexual é uma problemática que a muito tempo vem sendo alvo de campanhas. A atual situação é um desalento para uma sociedade que anseia por igualdade e civilidade. Além disso, esse tipo de agressão compromete o desempenho das mulheres no no ambiente de trabalho e reflete de forma negativa em suas vidas, visto que os assédios parecem não findar.
        Segundo uma pesquisa realizada pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, apenas 1% dos casos são denunciados a justiça, atitude essa que corrobora para a impunidade dos opressores levando em consideração que o silêncio e a passividade aumenta o número de casos de maneira vertiginosa. No ambiente de trabalho a situação se agrava, é explicito aquele olhar descarado por parte dos colegas e as propostas indesejadas do seu subordinador, se houver recusa não ganha aumento.
        Indo além, é válido ressaltar que existem as intimidações culturais que que colocam em risco o seu futuro. Herança cultura essa que remonta os primórdios da sociedade patriarcal que tem início no berço do século x a.C com o desenvolvimento da agriculta e a consequente divisão do trabalho é que o papel do homem dominante ganha espaço. Dominação essa que esta enraizada em nossa cultura e que caminha rumo ao anacrônismo no âmbito da contemporaneidade. No entanto, vale salientar que a mulher precisa deixar claro o seu posicionamento mediante um ato agressor.
        Tomando como norte o supracitado problema, faz-se necessário uma tomada de consciência de nossos cidadãos mais influentes e que munidos de equidade, utilizando-se dos meios de comunicacão, produzam pequenas frases de estímulo em analogia ao respeito como forma de incentivar toda uma sociedade que não se atenta para tal fato. Leis para barrar os opressores existem, o que não existe é fórmula mágica para isso.