Desafios para reduzir os casos de assédio sexual

Envie sua redação para correção
    No livro '' Vítimas do Silêncio'', drama sobre um estupro sofrido pela personagem Margarida, é retratado a dificuldade que a vítima enfrenta para superar as marcas dessa problemática. Entretanto, fora da literatura, mesmo com várias conquistas democráticas imento feminista, o assédio sexual é realidade no Brasil e os seus propulsores devem ser debatidos.
        A princípio, é necessário pontuar que a problemática se instala pois a mulher é vista, por muitos homens, como objeto sexual e submissa às suas vontades. Nesse viés, tal fato é motivado pelas heranças da sociedade patriarcal que moldaram o país até o século xx. Dessa forma, segundo o sociólogo Durkheim, o fato social é uma maneira coletiva de agir e pensar dotada de coercitividade, generalidade e exterioridade. seguindo essa linha de pensamento, crianças que estão inseridas em contextos machistas são suscetíveis a disseminar e legitimar cantadas sexuais, apalpações consideradas ''normais'' e até o estupro.
         Outrossim, é indubitável que a questão constitucional e a sua aplicação estejam entre as causas do problema. Destarte, para o filósofo Aristóteles, a política deve ser usada de modo que, por meio da justiça, o equilíbrio seja alcançado. Porém, é possível perceber que, no Brasil, essa harmonia não se aplica, visto que uma mulher é estuprada a cada 11 minutos no país, segundo o Anuário Brasileiro de Segurança Pública. Assim, é inadmissível as consequências do empasse e a agressão à cidadania.
      Fica claro, portanto, que medidas devem ser adotadas para reduzir os casos de assédio sexual e o exercício da cidadania no Brasil. Para isso, Deputados e Senadores devem aumentar a opressão das leis e criminalizar ações físicas e verbais, como cantadas sexuais, que são consideradas ''normais'' pelos machistas, por meio de leis rígidas e multas a quem praticá-las. Além disso, urge que os movimentos feministas e as escolas promovam aulas e campanhas de repulsão ao assédio sexual, por intermédio de atividades lúdicas e outdoors que despertem o interesse do educando e a sociedade civil em respeitar os direitos das mulheres.