Desafios para reduzir os casos de assédio sexual

Envie sua redação para correção
    Assédio sexual e problemas enfrentados
     O assédio sexual é todo ou qualquer tipo de violência, física ou verbal, que cria uma atmosfera ofensiva e hostil. Pode ocorrer contra mulheres ou homens, em espaços públicos, ambientes escolares, no trabalho, ou até mesmo em casa.
    A mulher, em especial, sofre muitas dificuldades em qualquer âmbito social em que esteja.Quando se sofre o assédio, a mulher é vista como culpada ou que ela mesma pediu para que tal ato ocorresse pelo simples fato de estar usando uma roupa que, pelo conceito de muitos, não é o ideal.Quando as pessoas idealizam que a mulher "pediu" para ser assediada juntamente com o preconceito, dificultam a justiça contra o agressor.
     No Brasil, fora feita uma pesquisa da campanha "Chega de Fiu Fiu" e constatou-se que 85% das pesquisadas já tiveram seu corpo tocado sem permissão no espaço público.Segundo o Ipea entre 2009 a 2011 ocorreram mais de 17 mil feminicídios no país.
     O assédio sexual passa a ser previsto no artigo 216 A do Código Penal, que estabelece: "Constranger alguém com intuito de levar vantagem ou favorecimento sexual, prevalecendo-se o agente de sua forma de superior hierárquico, ou ascendência inerentes a exercício de emprego, cargo ou função, obtem-se uma pena de um à dois anos. Na prática, essa lei não é executada de forma correta, fazendo com que o agressor não sofra nenhuma consequência de seu ato.
      Portanto, para a redução dos casos de assédio é necessário cessar os fatores que possam provocar estes comportamentos/ações, bem como aumentar a divulgação das consequências de tais atitudes para os agressores, pode-se fazer também a implementação de leis efetivas contra o assédio,onde a violência e os maus tratos sexuais não são tolerados.Para que isso ocorra,deverá ser uma tarefa coletiva, que precisa da cooperação dos ocupantes de cargos mais elevados, e principalmente do povo.