Desafios para reduzir os casos de assédio sexual

Envie sua redação para correção
    O assédio sexual se baseia na ideia de uma violação inapropriada por parte de um individuo a qual acredita piamente que possui determinado direito de fazer tal ato invariavelmente ao desejo do agredido, ou seja, transpõem limites sem consentimento do outro.      
      Tais atrocidades demonstram uma característica intrínseca ao homem que seria a falta de controle sobre os seus desejos. É claro que tal atributo é próprio do homem visto que os animais são regidos por instintos, logo, não decidem apenas fazem aquilo que lhe é mais satisfatório. A partir dessa conjectura, temos que os casos de assédio sexual são na verdade particularidades de ações que põem o homem em pé de igualdade com os animais, visto que tais atos demonstram a sobreposição dos desejos perante a moral.
     Analisando por sua vez o conjunto em que as mulheres sofrem tal agressão, o que representa uma parcela alarmante dos casos, temos mais uma variante que intensifica ainda mais estes atos, tal variante é a verdade de que nossa sociedade é machista. Como se já não bastasse o deterioramento moral que acompanha cada caso, temos ainda o machismo, a pressuposição de que homens são melhores que mulheres. A ideia de que alguém é melhor que o outro só pela variação de sexo demonstra que andamos em um mundo rodeado de pessoas irracionais, ou seja, animais que só olham para o próprio umbigo.
      É claro que para revertemos tal situação bastaria que houvéssemos uma consciência moral suficientemente desenvolvida para controlar nossas inclinações carnais, olhássemos o próximo com compaixão e respeito considerando cada um na sua tomada de decisão. E ainda ensinássemos aos nossos filhos o valor da igualdade e fraternidade para acabarmos de uma vez por todas com esse quadro negro.