27 anos da constituição cidadã: A importância da democracia para o desenvolvimento da nação

Envie sua redação para correção
    A constituição cidadã é o maior símbolo da redemocratização brasileira. A Carta Magna estabeleceu diversos direitos que, outrora, foram cerceados por governos ditatoriais. Nesse processo, a participação popular teve grande relevância. Entretanto, na atualidade, é necessário que o cidadão participe ativamente do processo democrático, para garantir que seus direitos sejam executados.
    
          A princípio, percebe-se que participação do povo é importante na determinação das políticas públicas. Isso pode ser observado nos resultados nas manifestações nacionais de 2013: o Governo Federal, sob pressão popular, acatou demandas anticorrupção e diminuiu tarifas. Essa organização popular, infelizmente, não é comum à sociedade brasileira. Nesse aspecto, a inércia popular diante de desvios de verbas públicas permite que políticos corruptos se perpetuem no poder. Assim, o clamor popular, quando aplicado, é importante ferramenta para a manutenção da democracia e probidade na administração pública.
    
          Outrossim, a democracia tem importância para o alcance da justiça social. Nesse aspecto, a Constituição brasileira tem como um de seus objetivos a redução das desigualdades sociais e regionais. Esse objetivo, lamentavelmente, é prejudicado pela eleição de políticos priorizam interesses próprios. Esses políticos, segundo Aristóteles, desvirtuam a finalidade da política, que é o bem viver juntos e construção de uma sociedade virtuosa e justa. Desse modo, os interesses de justiça social democráticos podem ser corrompidos por políticos descompromissados com a sociedade. 
    
          Percebe-se, portanto, que a democracia a participação do povo é essencial para a construção da democracia. Logo, é necessário que que a sociedade civil organize organize páginas online que unifiquem as petições populares, a fim de facilitar a união de indivíduos para cobrança de ações do Poder Público. Além disso, essas páginas devem identificar políticos envolvidos com corrupção, para que a exposição desses indivíduos desestimule sua reeleição. De mesmo modo, a sociedade deve cobrar alterações no Código Penal, para aumentar a pena de crimes de corrupção e, desse modo, desestimular essa prática. Cumprindo-se o disposto, os direitos restabelecidos em 1988 podem ser realidade na sociedade brasileira.