Enviada em: 18/10/2017

Comandado ao invés de comandante        No mundo contemporâneo,no qual a internet e o uso das redes sociais faz-se muito presente,deixa-se evidente o quanto a tecnologia possui a habilidade de dar autonomia e influência ao individuo. Engana-se quem colabora com a ideia de que o uso exacerbado da internet não dá às pessoas o pensamento de empoderamento e sentimento de autoridade.       Com o desenvolvimento cada vez mais acelerado de programas, sites, e redes sociais,os indivíduos se submetem à uma exposição exagerada e talvez desnecessária ao tratar-se de exteriorizar opiniões. Sendo assim, o pensamento de que se tem o direito de cobrar atitudes e responsabilidade de outros, e a ideia que dessa forma se exerce cidadania, tornou-se comum na sociedade.        Não se pode ignorar o fato de que a tecnologia tornou a vida das pessoas mais fácil e que seu acesso tem alcançado inúmeras pessoas, havendo, assim, uma democratização da internet. Entretanto, o uso exagerado das redes sociais e as inovações por elas oferecidas causam dependência em boa parte da população, que acabam deixando de estar no comando de suas vidas, e passam a dar poder para que a internet o faça , tornando evidente a inversão de valores . A sociedade devia ter a habilidade de comandar a tecnologia e,não,ser comandada pela mesma.       Diante disso,para que não ocorra o empoderamento individual , faz-se necessário que as pessoas utilizem a internet de forma responsável ,voltada para fins educacionais , projetos sociais que almejem o bem coletivo ,somado,a administração do tempo quanto ao uso da internet pelos indivíduos.Ademais, fica a cargo do governo atividades de incentivo ao lazer e ao entretenimento,como, teatros ao ar livre , bibliotecas públicas e desconto em parques e cinemas .Desse modo , a autoridade da internet sobre o indivíduo seria reduzida....