A contribuição dos avanços da medicina no tratamento de doenças

Envie sua redação para correção
    É fato que as novas tecnologias têm marcado profundamente a contribuição dos avanços da medicina no tratamento de doenças. No século passado, um conjunto importante de descobertas microscópicas possibilitaram o tratamento de doenças que por milênios condenaram a humanidade. Hoje, pesquisas relacionadas à inteligência artificial e à nano-tecnologia contribuem para a aceleração de novas descobertas relevantes.
          Todavia, é importante ressaltar que tantas descobertas e soluções da medicina ainda não estão disponíveis para todas as pessoas. Há ainda grandes contingentes humanos, sobretudo em áreas pobres ou de guerra, que ainda podem morrer de doenças como sífilis e tuberculose. Os benefícios da evolução, infelizmente, ainda são segmentados. No caso do Brasil, por exemplo, grande parte do interior do país permanece sem cuidados básicos de saúde, não apenas por falta de profissionais, mas principalmente de estrutura e insumos adequados.
          Ainda que as diferenças econômicas e geográficas prejudiquem a universalização dos avanços da medicina, as novas tecnologias em desenvolvimento tendem a reduzir drasticamente o custo de muitos processos e beneficiar um número crescente de pessoas. Um caso importante é a inteligência artificial, que é capaz de ler e interpretar um volume de dados históricos, bem como analisar oferecendo diagnósticos preliminares. Essa tecnologia, quando disponível nos hospitais, pos-sibilitará que os profissionais de saúde possam dedicar mais seu tempo aos pacientes que aos prontuários e burocracias institucionais.
          Conclui-se, que é possível que muitos problemas hoje na saúde brasileira, sobretudo no tratamento de doenças, podem ser solucionados com inovações da medicina. O Ministério da Saúde deve constituir um grupo multidisciplinar para monitorar e internalizar novas tecnologias no Sistema Único de Saúde (SUS). Com a participação de pesquisadores e o financiamento de patrocinadores, será possível modernizar a saúde brasileira e conceder mais qualidade de vida e cidadania a quem precisa.