A contribuição dos avanços da medicina no tratamento de doenças

Envie sua redação para correção
    Na sociedade contemporânea, observa-se maior expectativa de vida da população. Dentre um dos principais motivos para o aumento da longevidade populacional está no avanço da medicina. A medicina preventiva, política adotada com bastante eficiência no Brasil com as campanhas de vacinação, tem promovido melhor qualidade de vida da população e ainda tem erradicado doenças, como a rubéola e o tétano. Entretanto, é necessário maior investimento na área de pesquisa de medicamentos e maior democratização do acesso à saúde no Brasil.
          Com relação aos avanços da medicina preventiva, nota-se que foi possível diminuir o aparecimento de doenças e, consequentemente, o custo com o tratamento delas. As políticas de vacinação surgiram no Brasil com o médico Osvaldo Cruz, com o propósito de erradicar as doenças endêmicas dos bairros insalubres do Rio de Janeiro. Desde então, o Brasil adotou tal política e, os resultados são bastantes satisfatórios. Pode-se perceber então que, o avanço da medicina preventiva diminuiu, de forma considerável, os gastos com tratamento de doenças e ganhou-se qualidade de vida.
          Entretanto, apenas parte das vacinas imunológicas existentes estão disponíveis para a população mais carente, criando dessa forma, uma desigualdade com relação ao acesso à medicina preventiva. De acordo com a OMS( Organização Mundial da Saúde) a inacessibilidade aos tratamentos de saúde é a terceira maior causadora de mortes no mundo, ficando atrás somente da fome e da violência. Dessa forma, é necessário maior democratização dos avanços da medicina para que, cada vez mais, pessoas possam ter acesso a tais benefícios.
          Diante disso, é evidente que os avanços da medicina tem proporcionado tratamentos mais eficazes das doenças e ainda, atuando de forma excepcional, na medicina preventiva. É necessário maior investimento do Governo Federal para que haja maior disponibilização de vacinas no sistema público de saúde, como: a vacina anti hepatite A, rotavírus e a anti meningite. Tais vacinas, estão disponíveis somente  na rede privada e seu valor é bastante alto. Ainda,, é necessário maior investimento nos centros universitários de pesquisa, para que tais avanços sejam introduzidos na sociedade com valores mais baixos. Dessa forma, tais avanços na medicina poderiam ser percebidos em toda a sociedade, provocando com isso, maior qualidade de vida aos cidadãos.