Envie sua redação para correção
    A contribuição dos avanços da medicina no tratamento de doenças tem apresentado valor significativo nas últimas décadas até no momento atual. Visto que, a descoberta da Penicilina, das vacinas e a previsão de doenças através do DNA, aliado a evolução no tratamento que tira do diagnóstico das doenças, muitas vezes a temida sentença de morte.
     A descoberta da penicilina, no século XX, por Alexandre Fleming, foi um  grande progresso científico no qual salvou milhares de vidas durante a Segunda Guerra Mundial, eliminando diversas bactérias que causava doenças, tanto comuns, como mais graves. Com êxito, a alopatia permite olhar para a tecnologia como uma das áreas no qual se pode encontrar uma maior apoio efetivo.
    Ademais, algo que parece tão futurista e só visto em ficção científica , como no caso do filme "Eu sou a lenda", que cientistas estão em constante procura da cura do câncer, tornara cada vez mais próximo na contemporaneidade. Em síntese, pesquisadores da Universidade de Stanford, tiveram quase que 100% de eficácia na cura do câncer, em testes realizados em camundongos; tratamento semelhante a uma vacina com modificação no DNA, segundo notícia publicada na íntegra pela Science Translational Medicine.
     Dessa forma, medidas são necessárias para resolver o impasse. A OMS (Organização Mundial da Saúde) deve agir de forma rígida e persistente para o continuo avanço da medicina no tratamento de doenças, por meio de total suporte para pesquisas científicas afinco em universidades propícias a tal. Desse modo, seria possível a diminuição de  vítimas futuras de doenças consideradas sem cura e  que causa milhares de morte todos os anos atualmente.