Envie sua redação para correção
    Desde meados do século XX, com a Guerra Fria, o avanço da pesquisa científica esteve presente nos estudos de cientistas. Nesse sentido, foi possível desenvolver técnicas e teorias medicinais antes nunca vista. Desse modo, se, por um lado, os avanços da medicina trouxeram benefícios à sociedade, por outro, a falta de investimentos financeiros prejudicam o desenvolvimento da ciência. 
              O avanço científico na medicina nas primeiras décadas do século XX, também se deu no setor da endocrinologia, com notáveis recursos para o controle e cura de doenças provenientes do imperfeito funcionamento das glândulas endócrinas. Os portadores de diabetes têm hoje a possibilidade de controlar a doença através da insulina, conseguindo manter uma qualidade de vida satisfatória.
           Outro ponto de destaque nas grandes descobertas, é no que se refere a nutrição, pois a importância da descoberta dos fatores alimentares acessórios ou vitaminas, permitiu combater o raquitismo, o escorbuto e o beribéri. O progresso no campo sanitário, os padrões nutritivos das pessoas e o desenvolvimento da medicina em todos os campos, estão mudando o quadro da saúde substancialmente.
            Entretanto, a falta de estímulos financeiro, por parte do governo, atrasa o avanço científico. Nesse viés, o ano de 2017 foi marcado por diminuições de recursos em favor da pesquisa científica. Consequentemente, esse impasse ocasionou uma “fuga de cérebros”, e, segundo o Jornal O Globo, por falta de incentivos, pesquisadores brasileiros saem do país em busca de reconhecimento em outros países.
           Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. Com a falta de investimentos atrasa o desenvolvimento da medicina brasileira. Nessa concordância, é dever do Governo estabelecer um piso anual de verbas destinados à pesquisa científica como também, deve financiar universidades brasileiras a desenvolverem seus projetos e estudos, incentivando a busca de novos medicamentos, com a intenção de melhorar a qualidade de vida da população. Além disso, o Governo juntamente com o Ministério da Ciência, deve fornecer bolsas de estudos para estudantes das universidades que se destacarem com suas teorias inovadoras, com a intenção de aprimorar o estudo medicinal no Brasil. Só assim, será possível atrair e reter grandes pesquisadores. Como já disse Immanuel Kant " O ser humano é aquilo que a educação faz dele."