A crise hídrica brasileira e seus impactos na geração de energia

Envie sua redação para correção
    Terra adorada
       Influenciada pela fase literária Parnasiana, o hino nacional brasileiro descreve e enaltece os recursos naturais, como as águas do mar no trecho: a imagem do cruzeiro resplandece. Nesse sentido, atualmente o país é reconhecido por conter a maior reserva hídrica no mundo. No entanto, o desmatamento e o uso e despejo incorreto da água no leitos tem causado inúmeros problemas, como a deficiência na geração de energia.
       Em primeiro lugar, é preciso analisar a questão das retiradas de árvores no Brasil. As florestas são importantes para que ocorra o fenômeno de evapotranspiração, que é responsável pela formação de chuvas. No norte do país, esse evento contribui para a formação de rios voadores, formações de massas de ar com vapor de água que podem ser trasportados, dos quais alcançam várias regiões e auxiliam na geração de chuvas. No entanto, o constante desmatamento tem contribuído para a fraca vazão de água nos rios em várias regiões do país e, consequentemente, tem debilitado a geração de energia, visto que as hidrelétricas têm 70% de participação na matriz energética brasileira.
       Ademais, a questão uso dos recursos hídricos pelas industriais e a agricultura apresentam outro problema a ser analisado. Com as constantes modernizações a partir do século XX, o uso da água pelas industriais e pela agricultura aumentou consideravelmente no Brasil. No entanto, o problema está na quantidade e qualidade do recurso que são despejados nos leitos novamente. A Agência Nacional de Águas (ANA) é responsável por outorgar o direito de uso de recursos hídricos para empresas com o intuito que seja controlado o volume e a qualidade da água utilizada. Contudo, é ineficiente esse gerenciamento por parte dos municípios e estados, permitindo que haja cada vez mais rios poluídos e menos aproveitamento na produção de energia.
        Portanto, visto que há uma crise hídrica no país e que é refletido nas hidrelétricas tão dependes na formação de energia do país, é preciso que haja um projeto do Ministério da Educação, com o auxilio de ONG's que lutam pela preservação do meio ambiente, que seja aplicado ao Ensino Fundamental e Médio durante todo ano letivo, para que professores de todas as áreas elaborem projetos didáticos e palestras interativas sobre a importância do cuidado e da manutenção de florestas. Também, é preciso que o Ministério do Meio Ambiente conduza, através de decretos, as Secretarias Estaduais do Meio Ambiente para o rigoroso controle da quantidade e qualidade do uso e despejo das águas das indústrias e da agricultura, juntamente com aplicação de selos empresariais de reconhecimento nacional para as causas ambientais. Dessa forma, educando e gerenciando, talvez a água possa ser tratada na realidade como no hino nacional.