A crise hídrica brasileira e seus impactos na geração de energia

Envie sua redação para correção
    De acordo com Michael Vovelle "a Revolução é feita de sombra, mas, acima de tudo de luz". Assim também, é a sociedade contemporânea criada por sombra, mas, acima de tudo de luz, já que tornou-se um necessidade pública para a geração de energia. Nessa perspectiva, faz-se pertinente analisar fatores como crise hídrica e poluição da água que implicam na distribuição de energia. 
     Em viés, na região sudeste precisamente em São Paulo, ocorreu um evento iniciado em 2014 à 2016 que marcou-se como a crise hídrica. Esse acontecimento afetou a população, pelo crescimento urbano acelerado e concentrado favorecendo ao extenso consumismo. Dessa forma, é válido lembrar o mal gerenciamento das Companhias de água e comunidades.
     Outrossim,o descaso com a água é um fator implicante para a sua falta e o aumento de quadros de doenças. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a poluição da água mata mais de 1,5 milhão de crianças por ano. Dessa maneira, é visto a grande necessidade de criação de mais canais de tratamento para melhor e maior disponibilidade dela.
     Destarte, medidas devem ser tomada para diminuição de casos que afetem a boa qualidade de vida. O governo deve investir em estações de tratamento garantindo seu funcionamento por técnicos ambientais. As universidades devem criam projetos como ampliação de áreas verdes e outros meios de energia renovável para obter a  conscientização social e escolar.Além disso, a mídia deve continuar divulgando sobre esse tema, só assim haverá luz para todos.