Envie sua redação para correção
    No Brasil, a liberdade de expressão é um direito constitucional e como tal deve ser respeitado, valorizado e garantido pelos governantes. Porém durante o período eleitoral de 2014 o país pôde presenciar uma grande onda de preconceito, discursos de ódio e intolerância, propalada nas redes sociais por pessoas que apoiavam ou declaravam voto a  partidos contrários. O respeito foi ignorado de tal modo que ficou evidente uma grande rachadura na politica e nas relações sociais, de modo que, os rivais se ofenderam livremente, incitaram violência e descriminação. 
                As eleições deram início a um período de grande perturbação no país, a disputa presidencial foi o fator principal que dividiu a pátria ao meio. De um lado os que estavam a favor do Partido dos Trabalhadores (PT)  e do outro os contrários a este. Dessa oposição nasceram discursos violentos e hostis, instigados pelos próprios candidatos, e que foi intensificado pela morte do ex governador de Pernambuco e também candidato a presidência da republica, Eduardo Campos. Muitas pessoas manifestaram-se em torno de um possível homicídio e ignoraram a possibilidade de um acidente aéreo . Atrelado a isso ainda estava sendo deflagrada a primeira fase ofensiva da Operação Lava Jato e com ela um profundo sentimento de instabilidade política e econômica.
             Além disso, as redes sociais antes utilizadas para aproximar pessoas e fortalecer  amizades viraram verdadeiras armas . Várias manifestações que acabaram em violência e depredações foram marcadas através da internet, principalmente no período anterior ao impeachment da presidente Dilma Rousseff . Obviamente posições contrárias sempre existiram e irão existir, porém a população precisa deixar de lado essa disputa de ego e poder, respeitar a escolha alheia é fator primordial. Outro ponto importante que não pode ser ignorado é que muitos políticos possuem uma legião de fãs incondicionais, independente dos seus feitos públicos e sim admirados como astros de TV portanto durante o período eleitoral a gentileza e afeição pelo outro candidato deveriam ser obrigatórias para se tornar um representante do povo.
        Em virtude dos fatos mencionados percebe-se que há uma grande fragilidade nas relações interpessoais, desrespeitar a opinião alheia e a liberdade de manifestação ganhou força no mundo virtual pois muitos começam ofensas através de perfis falsos . Debater o assuntos nas escolas, pode ser uma excelente maneira de começar a educar os futuros eleitores, estimulando uma discussão consciente através da exposição de prós e contras e  respeitando a escolha de cada individuo. Além disso as propagandas eleitorais e os debates públicos devem ser reavaliados e concentrados nas futuras  propostas de governo, centradas em mais ação e menos agressão.