Envie sua redação para correção
    Vive-se, atualmente no Brasil, um fenômeno social de intolerância entre as pessoas que discordam de uma determinada vertente política. Essa situação contribui para a corrosão das relações interpessoais em todos os ambientes de convívio, tais como: na família, no trabalho, no acadêmico e no virtual. Percebe-se, com grande clareza, a dificuldade dos cidadãos em exercer a democracia e aceitar os pensamentos opostos, ou no mínimo respeitá-los.
       O sistema democrático de governo, idealizado na Grécia antiga, tendo Platão como um de seus principais pensadores, tem como base definidora a busca do bem comum. Sendo assim, nessa forma de poder, as escolhas da maioria prevalecem sobre as demais, embora não devam ser desconsideradas as opiniões contrárias da minoria, a fim de alcançar o equilíbrio e a justiça entre essas. Por exemplo, as crenças dos católicos, que são maioria, não podem se sobrepor às demais religiões.
       Todavia,com a advento das novas mídias interativas, que com grande facilidade e velocidade podem-se expressar comentários individuais acerca dos assuntos ali tratados, sem que o pronunciador se identifique plenamente,
    faz como que apareçam, quase sempre, discursos que incitam o ódio e a intolerância entre as opiniões divergentes. Sendo assim, o que era para ser benéfico para a jovem república brasileira, que é o debate de ideias em busca do consenso, não é exercido, inviabilizando a resolução dos graves problemas do país.
        Portanto, o necessário a se fazer nesse contexto é ampliar a educação política do cidadão, tendo a escola, em todos os seus níveis, como principal agente. Para tal, ela deve promover o debate de ideias entre os alunos, desde a mais tenra idade, e ampliar o ensino da democracia, ao se promover, por exemplo, palestras com a presença de pessoas que exponham suas opiniões conflitantes sobre determinado tema. Soma-se a isso, ações do legislativo nacional para que se elabore leis, a fim de coibir e punir aqueles que usam a internet de forma discriminatória e que venham a ferir a dignidade alheia. Com a educação se alcança ordem e progresso.