Envie sua redação para correção
    O sistema carcerário brasileiro é uma instituição que é conhecido como uma universidade do crime. Poucos detentos saem de uma cadeia com uma boa estrutura, a maioria acaba por voltar para o crime. Os presidiários tem muito tempo livre, e esse tempo deve ser usado para oferecer ao condenado condições para o retorno à sociedade através da educação, isso evita que os presos fiquem ser ter nada para fazer tanto dentro da cadeia quanto após sair.
      A baixa escolaridade apresentada pela maioria dos presos é preocupante, e isso faz com que a educação dentro das prisões seja extremamente necessária, no sistema prisional 8 em cada 10 pessoas estudaram no máximo até o ensino fundamental, já no ensino médio a taxa de conclusão na população brasileira é de cerca de 32%, enquanto apenas 8% da população prisional concluiu essa etapa entre as mulheres presas, essa proporção é um pouco maior, cerca de 14%. O Brasil consegue oferecer acesso à educação para apenas aproximadamente 11% de seus 622 mil presos. Mesmo que na teoria , a legislação brasileira tem várias formas de levar educação a essas pessoas.
     Um dos maiores problemas é a infraestrutura das prisões pois não foram feitas para serem um espaço escolar, mas, nos dias de hoje, estão sendo construídas cada vez mais salas de aula em penitenciarias, e isso vai dar a possibilidade de quem está preso a retornar a sociedade e ter outra opção após sair da cadeia, fazendo que não retornem ao mundo do crime.