A educação como solução ressocialização de detentos: utopia ou realidade?

Envie sua redação para correção
    A educação é um dos meios mais importantes para se manter uma boa relação entre os habitantes de uma sociedade, de modo que ela possa ser utilizada em outras áreas, principalmente nas penitenciárias brasileiras.
    Um dos problemas mais agravantes que se tem no Brasil hoje em dia é o desemprego. Especialistas apontam que políticas eficientes de acesso ao trabalho e educação nos presídios são uma forma eficaz de combater a reincidência no crime, porém, faltam investimentos nessa área. Segundo dados do site "o globo", apenas 25% dos presidiários exercem algum tipo de trabalho interno ou externo. 
    O grande número de presos provisórios é totalmente assustador, pois segundo o site "carta capital", de 600 mil presos que temos no Brasil 40% deles ainda não foram julgados. Segundo dados da ONG Conectas, muitos desses presos têm acesso restrito à Justiça e cometeram crimes sem gravidade e poderiam aguardar o julgamento fora da prisão. Ou seja, grande número de presos está sendo apenas acumulado nas penitenciárias pois poderiam esperar pelo julgamento fora da prisão.
    Contudo, o Governo deveria aplicar um método prisional no qual os detentos fariam obrigatoriamente trabalhos de no mínimo oito horas, firmadas com parcerias a sociedade privada que lhes forneceria materiais e propostas de emprego, onde eles pudessem receber seu próprio salário,  cujo, seria direcionado aos seus familiares. Também é necessário reformar o sistema de Justiça para combater a lentidão da Justiça e permitir que os presos tenham acesso a formas adequadas de defesa, como a defensoria pública.