A educação como veículo de mudança na sociedade

Envie sua redação para correção
    A educação é essencial na formação das sociedades e dos indivíduos. É notória, portanto, sua importância, tendo em vista os grandes movimentos ocorridos ao longo da história. Tais como, Revolução Francesa, ampliadora dos direitos humanos. Iluminismo, ideal libertário. Revoluções Burguesas, com liberalismo econômico. Todas essas revoltas tinham algo em comum, era lideradas por intelectuais. Percebe-se, assim, a educação como meio de mudança da sociedade. Uma ferramenta para conscientização e democratização. Dessa forma, é necessário que o acesso ao conhecimento seja possível para todos os cidadãos brasileiros. 
                      Aprendizagem e liberdade: é isso que o ensino proporciona. De tal forma, a educação é responsável pelo desenvolvimento do senso crítico nos indivíduos. É capaz, através de conhecimento dos dados estatísticos, fatos históricos e pesquisas científicas, impedir a manipulação e alienação da população. Além disso, através do aprendizado é possível a conscientização acerca de assuntos fundamentais para convivência pacífica em grupo, como respeito às diferenças de gênero, culturais e étnicas. Por conseguinte, o homem é aquilo que a educação faz dele, como postulou o filósofo Imannuel Kant. 
                    Diante de tais benefícios expostos, torna-se incoerente o atual modelo de educação. A segregação em ambientes escolares e a péssima estrutura de ensino atuam como barreiras na democratização do conhecimento. Impedir que um cidadão tenha acesso ao ensino é, decerto, impedir que o mesmo desenvolva valores éticos e culturais. Dessa maneira, ainda que a educação no século XXI seja uma realidade brasileira, uma numerosa parte da população carece desse direito assegurado pela Constituição Federal vigente.
                      Destarte, soluções para o impasse supracitado são imperativas. Dada a educação como ferramenta que muda o mundo, como afirmou o educador Paulo Freire, é necessário que esta se expanda a toda população. Logo, é papel do Poder Público, através de impostos recolhidos pela Receita Federal, destinar mais verba a investimentos em infraestrutura para as escolas públicas, impedindo a evasão escolar por precariedade do serviço fornecido. Além disso, o Ministério da Educação, por meio de parceiras público-privadas, deve fornecer uma carga horária maior de treinamentos de capacitação para educadores, visando maneiras de impedir que ocorra a segregação nas escolas, ressaltando a nocividade para o desanimo escolar. Ainda, cabe à mídia, com propagandas e campanhas publicitárias, incentivar o acesso à educação. Com tais propostas, o Brasil será um país com inúmeros cidadãos críticos e reflexivos.