Envie sua redação para correção
    Hodiernamente, não esporádico, percebe-se através das mídias, televisivas e sociais, que a cultura popular brasileira não tem recebido a devida importância. A ausência de exposição e valorização  sobre a diversidade cultural do país concebem diversos impasses a sociedade brasileira como a violência, o preconceito e também a falta de conhecimento.
       No histórico da sociedade brasileira, a música sempre foi um fator essencial para distinguir e dar identidade dos indivíduos. Em milhares de áreas do Rio de Janeiro e São Paulo, o funk é um ritmo musical muito popular que frequentemente é usado para animar as festas e divertir os cidadãos, porém em outros lugares esse ritmo é causador de constantes preconceito, segregação social e até mesmo agressões. E de modo análogo a ideia do filósofo e crítico francês Jean Paul Sartre, a violência de qualquer maneira que se manifeste é uma derrota.
        Vale ressaltar também, a dificuldade de parte da população a democratização cultural, visto que o Brasil é um país de grande extensão territorial e uma numerosa parcela do público brasileiro não possui informações necessárias aos seus direitos. Em cada região há disposição de diferentes temperos, danças, comemorações e histórias particulares. Lamentavelmente, incontáveis e essenciais histórias brasileiras são excluídas da grade curricular infanto juvenil, tornando a valorização e o discernimento científico entre esses ainda mais difícil.  
        Torna-se evidente, portanto, que devido ao preconceito e a ausência de disseminação dos valores históricos são concebidos problemas a nação que necessitam de resolução. E para combater tais dificuldades pode-se apresentar com um importante papel o governo, que deve ficar responsável por organizar festivais culturais - tanto nas escolas quanto nas ruas - com documentários, músicas, comidas típicas e exposições artísticas, para enaltecer a cultura brasileira. Assim, mesmo que evolução caminhe a passos pequenos, haverá uma ascensão na construção de saberes e na desconstrução de preconceitos.