Envie sua redação para correção
    A obra "O princípio da responsabilidade", escrita pelo filósofo alemão Hans Jonas, calcava-se na ideia de que os seres futuros exigem, eticamente, compromisso daqueles que os gerarão. Contudo, a postura dos cidadãos brasileiros frente ao reconhecimento da importância da cultura popular configura-se como um grande obstáculo para a concretização desses preceitos, uma vez que, atualmente, vigora no país um comportamento de indiferença quanto às questões culturais e históricas brasileiras.
      Mormente, ao observar-se por um prisma estritamente histórico, vê-se que durante o final do século XIX surgiu uma teoria denominada ''darwinismo social'', pautada na ideia de que a raça europeia seria superior às demais. Lamentavelmente, nota-se que a percepção cultural concernente à sociedade hodierna remonta a este período, uma vez que ainda existe uma idealização eurocêntrica em diversos campos da arte, a exemplo da literatura, música, dança, costumes, dentre outros, em que os elementos de origem europeia são considerados melhores do que os de origem nacional, de forma que tal assimilação cultural acarreta na desvalorização das matrizes culturais brasileiras. 
      Sob esse viés, o movimento literário modernista, referente ao ano de 1922, visava romper com alguns padrões culturais estrangeiros e iniciar uma busca pela identidade própria, que valorizava os elementos nacionais. De maneira análoga, é visto que o resgate às raízes culturais é algo de extrema importância para os indivíduos, uma vez que pode despertar neles, a motivação e o interesse sobre a sua própria cultura, que por sua vez possam vir a contribuir com o despertar da consciência coletiva sobre a importância de suas origens, haja vista que este conhecimento é indispensável para a transmissão dos valores dos símbolos nacionais às gerações futuras. 
      Em virtude dos fatos mencionados, depreende-se que a problemática urge por medidas interventoras. Destarte, cabe às instituições de ensino, o papel de elucidar os impactos dessa questão em atividades lúdicas e palestras que utilizem-se de dados estatísticos, fatos históricos, e exemplos literários, tais como as obras modernistas, além de explanar sobre o folclore e as comemorações típicas brasileiras, de modo a integrar os alunos e a informá-los sobre a importância da cultura popular, com o fito de promover a exaltação dos elementos nacionais. Paralelamente, é dever da mídia, como formadora de opinião, fornecer espaço para a veiculação de informações referentes à importância da identidade nacional, a fim de mitigar a valorização extrapolada de elementos estrangeiros, e desconstruir visões eurocêntricas tais como a teoria do darwinismo social. Apenas assim, alcançar-se-á um país ,mais igualitário e garantir-se-á um futuro mais justo aos seres que virão, tal qual idealizado por Hans Jonas.