A importância da cultura popular na construção e na valorização da história brasileira

Envie sua redação para correção
    No ano vigente, a população brasileira sofreu uma perda incomensurável: o incêndio no museu nacional na cidade do Rio de Janeiro. Como resultado, essa perda fez com que o enfoque fosse voltado para a importância da valorização da cultura na construção de um povo, visto que, essa é a identidade da nação. Diante disso, uma análise a cerca da história e da globalização se faz necessária.
          A priori, a história tem papel fundamental para o entendimento das raízes da questão. Isto é, desde a colonização os índios foram obrigados a abandonar sua cultura, sua fé e seus costumes em detrimento da cultura européia. Ademais, essa imposição resultou na depreciação e no genocídio de milhares de indígenas e, consequentemente, na dissipação da cultura brasileira. Em virtude disso, atualmente, há uma crescente desvalorização dos nativos trazendo prejuízos à construção sócio-cultural da nação. Já que, sendo o Brasil um país de extensão continental, a contribuição dos nativos para a compreensão e respeito das pluralidades culturais regionais é indubitável. Portanto, o Governo Federal deve intervir para que a história do povo brasileiro seja valorizada através da cultura.
          Outro fator que possui influencia sobre o tema é a globalização. Devido aos avanços tecnológicos, os indivíduos têm acesso a informações mais rapidamente de diversos lugares do mundo. Logo, isso faz com que as culturas se misturem e se unifiquem formando uma aldeia global. Assim, surge, erroneamente, culturas consideradas ''certas'' e outras ''erradas''. A exemplo disso, a cultura estadunidense julgada correta prevalece em detrimento de culturas julgadas erradas como a africana. Dessa forma, a pluralidade cultural do mundo será perdida, trazendo prejuízos na construção do tecido social de vários povos. Diante do impasse, medidas devem ser tomadas para que a valorização cultural seja realidade.
          À luz do exposto, a cultura é a identidade do povo. Portanto, cabe ao Governo Federal enviar verbas ao Ministério da Educação, para que oficinas culturais sejam realizadas em escolas por todo o Brasil, além de tornar obrigatório na grade universitária de professores o ensino sobre a cultura nacional, a fim de que as gerações sejam conscientizadas sobre a importância da cultura. Assim como, Empresas privadas em parceria com Ongs, devem promover visitas à museus e locais históricos brasileiros, promovendo festas, ensinando danças e mitos folclóricos estimulando o amor à cultura nacional. Pois assim a globalização não conseguirá apagar a cultura brasileira.