Envie sua redação para correção
    A cultura de um povo, diz o que são, em quem acreditam, o quanto lutaram..., é como uma história viva passada por gerações, firmando a identidade daquele povo local.
    Nos antigos impérios, principalmente o egípcio, romano e o grego, suas artes eram retratos de suas conquistas e seus povos. No teatro grego, traziam vivências importantes que faziam pensar cada público abrangido, por vezes, mudando realidades pessoais nesses transcendentais momentos, e por isso, tão importante e tão valorizado naquela época, que, até hoje, emprestamos suas artes, sejam nas estátuas dos deuses como a Deusa da justiça, a tão famosa Têmis, ou na religião com a referência em estátuas e muitas outras áreas artístico-cultural também.
    No Brasil a cultura é bem miscigenada, pois pelo tamanho do país e também a diferença de povos que vieram para cá, a arte se fundiu em empréstimos de outras culturas e vivências nossas de cada dia, gerando uma identidade tão peculiar em cada região.
    Cada pedaço de conhecimento entrelaçado à cultura e na arte de cada povo, além de mostrar sua identidade própria, firma a personalidade do que cada região pretende para seus cidadãos, trazendo uma sabedoria que fortalece e une com uma certa leveza social e transmuta sensações que muitas vezes se fazem vivências.
    Ainda somos pobres no incentivo cultural, pois devido a vastidão de nosso país, mal conhecemos o que se passa em nosso bairro, o governo tentou mudar isso com incentivos à leitura, olimpíadas culturais, mas ainda caminha em passos lentos, é preciso traçar novos rumos, investir melhor, e dar mais importância à cultura que temos, pois dela, em muito, fará nosso futuro melhor, porque quem não entende o passado e o que se passa ao redor, não consegue ser firme nos propósitos e muito menos defender os seus valores com o respeito merecido.