Envie sua redação para correção
    Desde o início da formação do Estado brasileiro, século XVI, a questão cultural já começava a se consolidar. Assim, a infusão de uma cultura sobre outra, imposta pelos europeus  e a prática do tráfego negreiro , formaram fatores que na atualidade estão fortemente presentes. Nesse sentido, na sociedade contemporânea, a questão do preconceito e a falta de políticas públicas eficazes , fazem a valorização cultural brasileira se tornar uma problemática.
      É possível afirmar que, a aculturação que vem ocorrendo desde a época da colonização, é ocasionada por viés discriminatórios. De acordo com Gramsci ,grupos socialmente dominantes impõe valores e crenças, estabelecendo a hegemonia cultural. Neste sentido , a tentativa de unificação é errôneo ,  pois cessa os costumes enraizados de um determinado grupo. Dessa forma , os indígenas , são povos que tiveram as suas particularidades mais atingidas , fazendo tribos deixarem de existir. Além disso , a questão da superioridade do homem branco em detrimento do negro ,estabelece preconceito com a cultura afro-brasileira e africana ,comprovando a tese do filósofo Nicolau , dizendo que  essas ações têm mais raízes do que princípios.
       É indubitável que a questão constitucional e suas aplicações estejam entre as causas do problema.De acordo com Maquiavel ,as leis são fundamentais para o funcionamento da política .De maneira análoga ,é possível perceber , a falta de compromisso dos órgãos governamentais. Com isso , as diversas manifestações culturais do país são desvalorizadas por omissão da população. Nesse viés, podemos perceber que a importância de valorizar a cultura brasileira é de suma importância ,pois é a identidade de um povo que foi construída ao longo do contexto histórico, e sem políticas públicas , a sociedade tem como concepção de não pertencimento.
       Entende-se, portanto, que uma convecção preconceituosa e a fraca eficácia das leis são fatores que auxiliam na progressão do problema .A fim de atenuar , o Governo Federal deve elaborar um plano de implementação de um outro órgão juntamente com as esferas estaduais e municipais de poder, para atuar com o IPHAN (instituto do patrimônio histórico e artístico nacional), com o objetivo de ampliar os meios de divulgação, principalmente em escolas ,além de aplicar campanhas de abrangência nacional junto às emissoras abertas de televisão para conscientizar os cidadãos das diversas manifestações existentes no país. Dessa forma , estabelecendo o pensamento do sociólogo Durkheim , que as pessoas se educam pelos valores da sociedade em que vivem.