A importância da cultura popular na construção e na valorização da história brasileira

Envie sua redação para correção
    A cultura popular em prol da História brasileira
            Cultura popular é qualquer manifestação produzida por um povo, representada através da música, dança, arte ou literatura. A UNESCO, ao considerar essas manifestações como patrimônios imateriais, destaca o papel da cultura popular na construção e valorização da História. O certo é que esses saberes populares são de grande importância para o desenvolvimento da memória brasileira e repercutem em toda sociedade.
             Em primeiro lugar, a cultura popular contribui para a construção da História nacional, uma vez que é uma válida forma de registro ao longo do tempo. Danças, músicas e literatura de uma época passada contam hábitos e costumes daquele tempo. Além disso, recontam fatos vividos a partir da óptica de uma parcela da sociedade que não detinha poder político ou econômico. Os cordéis possuem até hoje a realidade política nordestina como tema decorrente. Sem dúvidas, esses registros reconstroem a memória que o brasileiro guarda.
            Em segundo lugar, a cultura popular favorece a valorização da História brasileira, pois exalta os agentes que orientaram essa memória. A literatura modernista, a partir de 1922, concede protagonismo às matrizes africana e indígena. Suas lendas, religiosidade e culinária conquistam espaço.  Através da literatura, a visão eurocêntrica é superada e, em seu lugar, destaca-se uma interpretação alternativa mais fidedigna e, de acordo, com a exigência de uma História mais nacionalista. Decerto, esses saberes populares valorizam as raízes históricas desse país.
             É claro que esse tipo de cultura enfrenta dificuldades em seu desenvolvimento. Além da carência de uma educação que priorize as manifestações populares, as comparações e, muitas vezes, as diminuições que sofrem, configuram posturas preconceituosas. O sistema educacional e social prioriza uma cultura erudita; assim, as escolas podem deixar de estimular alunos a reconhecerem suas raízes. Mas esses empecilhos não diminuem o quanto a cultura popular beneficia a História.  
           A cultura popular é de grande importância para a construção e valorização da História. Para otimizar esses benefícios, é preciso que esse tipo de cultura seja priorizado. O Governo, por meio da parceria entre os Ministérios da Cultura e da Educação, deve incluir, nos programas curriculares de disciplinas de ciências humanas e linguagens, temas relacionados ao patrimônio cultural e às memórias regionais e locais. Dessa maneira, as salas de aula formam alunos conscientes e informados em relação a sua origem e função como cidadãos melhores para a nação.