Envie sua redação para correção
    A questão tem origem nas grandes navegações que é considerada como a primeira globalização, foi o momento em que povos de culturas distintas tiveram contato. No entanto, com toda essa miscigenação, houve uma maior diversidade de costumes e tradições em um só território, que como consequência surgiu a marca do país. O problema é que, atualmente, indivíduos não estão dando o devido valor a essa marca.
       O Brasil é vasto territorialmente e socialmente, cada região tem suas particularidades no uso da língua, culinária, festas folclóricas, entre outros, porém, os meios de comunicação impõem uma cultura de massa, em que todos devem seguir. O capitalismo atual explora os territórios históricos, como nas aldeias indígenas, forçando-os a sair de seus respectivos lares, para a utilização da pecuária e agricultura. Muitos sofrem preconceito por serem de culturas e religiões diferentes, o maior exemplo disso no Brasil é o descaso com a cultura afro-brasileira.
       Contudo, o problema está longe de ser solucionado. O próprio governo da incentivo aos donos de empresas e fazendeiros a tomarem essas áreas indígenas, pois, haverá um aumento significativo na produção de carne e commodities. O cristianismo veio com Portugal e foi imposto no Brasil e até os dias atuais ainda existem indivíduos que menosprezam e rebaixam qualquer cultura que seja diferente. Logo, ainda há muitos fatores que impedem que o problema seja resolvido.
       Portanto, medidas são necessárias para resolver o impasse. O Ministério da Educação, deverá alterar o currículo de ensino religioso nas escolas fazendo que a disciplina aborde diferentes matrizes religiosas e a importância de respeitar cada uma delas. A mídia a partir de programas governamentais tem um papel importante de disseminar mensagens de conscientização contra o preconceito cultural. Os órgãos policiais devem criar uma ouvidoria pública em que pessoas oprimidas em relação as suas ideologias possam denunciar. O Brasil é o país de todos, e nesse território gigante, cabem todas as culturas e assim a paz.