Envie sua redação para correção
    A valorização da cultura popular brasileira é de suma importância, visto que, é a partir dela que se constrói a identidade da sociedade. O conhecimento da reunião dos saberes e viveres de um povo, reforça sua estima e garante sua perpetuação. Assim, buscar preservar e divulgar diversos costumes é contribuir para a construção da história da sociedade brasileira.
        Apesar da facilidade da comunicação vinda com a globalização, há na verdade, uma homogeneização de culturas visando a predominância do capitalismo. Assim, as tradições populares aos poucos vão se perdendo, devido ao modo de vida urbano. E os costumes adquiridos por meio de conversas, hábitos e crenças acabam não sendo transmitidos através das gerações.
         Conhecer as maneiras e formas de vivenciar determinadas ocasiões por sociedades passadas, gera um sentimento de necessidade de preservar tais costumes. A lei 10.639/03 instituída, que torna obrigatório o ensino da história e cultura afro-brasileira e africana em todas as escolas, é uma maneira de preservar viva e valorizar esses povos que são parte da constituição da história brasileira.
         Há uma preocupação acerca da manutenção dos bens intangíveis da cultura brasileira, então os legados passaram a ter uma proteção a exemplo do que é feito pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), que viabilizam a preservação do patrimônio imaterial com o passar dos anos.
        Portanto, fomentar políticas públicas culturais, objetivando a preservação e perpetuação de costumes, modos e crenças ao longo das sociedades é a forma ideal de construção da identidade do povo brasileiro. A história brasileira é constituída da soma dessas características peculiares de diversos povos e é nas escolas que , também, deve ser aprendido a preservação desses.