A importância da cultura popular na construção e na valorização da história brasileira

Envie sua redação para correção
    O Romantismo no Brasil, iniciado no século XIX, foi marcado por seu nacionalismo exacerbado, com forte exaltação da pátria. Na contemporaneidade, entretanto, a valorização da cultura popular pelos brasileiros encontra diversos desafios. Fatores de caráter educacional, bem como histórico, expressam a urgência de mudanças nesse cenário. 
       É importante pontuar, de início, a negligência acadêmica quanto à importância cultural de uma nação. À guisa de Kant, o ser humano é aquilo que a educação faz dele, e as escolas brasileiras falham no ensino aplicado. A omissão do meio estudantil na abordagem das manifestações artísticas nacionais fomenta práticas intolerantes a grupos que constituem a cultura do país. Tal fato pode ser corroborado pelo ataque de um grupo de jovens a um indígena, que teve seu corpo carbonizado, em Brasília.
       Outrossim, tem-se a histórica perseguição à cultura afro-brasileira. Desde o período colonial, o país foi palco de tentativas de erradicar as manifestações africanas, como a proibição de suas práticas religiosas. Esse pensamento arcaico de superioridade cultural ainda se faz presente na sociedade brasileira pelo preconceito referente às raízes africanas. O caso em que uma jovem foi apedrejada ao sair de um culto de umbanda, por exemplo, evidencia a persistência da intolerância e desvalorização da cultura nacional. 
       É notória, portanto, a relevância de fatores educacionais e históricos na problemática supracitada. Nesse viés, cabe as escolas, em consonância com as ONGs da área, promover a valorização da cultura essencialmente brasileira. A ideia é, a partir de palestras e debates nas salas de aula, além de visitas a feiras culturais, desenvolver uma consciência coletiva de respeito às manifestações artísticas nacionais. Paralelamente, a mídia, enquanto formadora de opiniões, deve desconstruir os preconceitos acerca das práticas culturais indígenas e afro-brasileiras. Tal projeto deve contar com propagandas educativas nas rádios e televisões e campanhas na internet sobre o tema, com o intuito consolidar uma sociedade harmônica e que valorize sua cultura.