A importância da educação à distância no Brasil

Envie sua redação para correção
    O sociólogo espanhol Manuel Castells, pesquisador do fenômeno da internet e de seus respectivos reflexos sociais, afirmou em uma de suas entrevistas que a comunicação em rede revitaliza a democracia. Defensor de uma educação integrada às tecnologias, não se pode negar que a afirmação de Castells se comprova ao observar o crescimento da educação a distância no Brasil, a qual amplia as oportunidades dos cidadãos e prepara os estudantes da modalidade de maneira excelente para atuarem no mercado de trabalho.
       A princípio, tendo em vista o alto índice de evasão escolar brasileiro (mais de 10% no Ensino Médio) e suas diversas causas como gravidez precoce e pressão familiar, o sociólogo defende a ideia de que a principal razão do abandono dos estudos é a falta de interesse dos estudantes nos conteúdos devido à forma obsoleta que esses lhes são passados em sala de aula, incompatível com a geração atual. Dessa maneira, conclui-se que a educação a distância é a modalidade que mais se aproxima do jovem contemporâneo por ser imediata, tecnológica e possuir atividades avaliativas mais reflexivas. Sendo assim, por meio dela a conclusão dos estudos torna-se mais atrativa e flexível a esse.
       Além disso, o estudante utilizador dessa modalidade também tem a possibilidade de desenvolver um perfil desejoso para o mercado de trabalho em razão da disciplina, proatividade, compromisso e habilidade com as tecnologias que precisou dispor para a conclusão de seus estudos. Pesquisas indicam que as empresas estimam currículos que apresentam conclusão de curso por intermédio da educação a distância. Em suma, depreende-se que o perfil de tais alunos é vistoso não somente para a empregabilidade, como também é essencial para formação de cidadãos efetivos na sociedade.
       Em conclusão, infere-se que a educação a distância é importante para a democratização do conhecimento e para a formação de cidadãos ativos na sociedade. Em virtude disso, o  seu incentivo pelo Ministério da Educação mediante à feiras educacionais abertas à população, campanhas nos meios de comunicação que orientem os cidadãos com as informações necessárias para o acesso a esse ensino e o oferecimento de bolsas pelas instituições são medidas possíveis  de serem realizadas com o intuito de que a sociedade reconheça os benefícios que esse tipo de formação oferece. Dessa modo, a educação no Brasil será expandida e formará indivíduos que trarão proveitos ao seu país em virtude da sua ação transformadora.