Envie sua redação para correção
    Era comum,há algumas décadas, que ao pai fosse atribuída a obrigação de trabalhar e à mãe, as obrigações de acompanhar o desenvolvimento escolar e a rotina de estudos dos filhos. Como a mulher contemporânea trabalha, é comum que deixem seus filhos sozinhos na caminhada escolar, o que causa problemas como baixo rendimento e casos de agressão.
      Dito isso, fica claro que a participação familiar é fundamental para o bom desenvolvimento educacional das crianças.Quando os responsáveis percebem alguma dificuldade no aluno, podem auxiliá-lo, seja contratando um professor particular, seja cobrando mais tempo de estudo.
     Pode-se relacionar o aumento dos casos de "bullying" com o relacionamento familiar.Pois quando a criança não tem um ambiente seguro e saudável em casa, pode encontrar na agressão uma forma de afirmar-se e chamar a atenção de seus pais.
      Portanto, percebe-se que a participação familiar na educação das crianças é fundamental e sua falta pode acarretar mau desempenho escolar e comportamento agressivo.Para fortalecer as relações familiares, os pais devem promover atividades que envolvam todos, como refeições em família. Além disso, é importante o acompanhamento escolar, responsáveis devem estar sempre presentes em reuniões e conversar com os professores. As Secretarias de Educação devem contratar psicólogos suficientes para acompanhar alunos com dificuldades e, se necessário, encaminhar a família para sessões em grupo.Tal atitude auxiliaria o desenvolvimento intelectual e diminuiria casos de agressão.