Envie sua redação para correção
    Ao se fazer uma análise da contemporaneidade, observa-se que a família possui um papel muito importante na educação. O desenvolvimento da criança está muito além da sala de aula, o professor atua complementando a aprendizagem e crescimento que os alunos trazem de casa. Nessa perspectiva, fica evidente a importância do incentivo e participação familiares.
          Segundo a definição de Durkheim para um fato social, um indivíduo sofre influência do meio na sua maneira de pensar e agir. Seguindo essa linha de pensamento, nota-se que um amplo estímulo do ambiente de vivência pode favorecer a educação do jovem. Ou seja, crianças que crescem em um ambiente onde os pais e familiares possuem hábito de leitura, assim como o de ajudá-los e incentivá-los  nas lições e afazeres, têm seu desenvolvimento facilitado.
          Ademais, a conexão escola-família também desempenha um papel muito relevante. Crianças cujos pais comparecem às reuniões propostas pela escola, aos eventos escolares e acompanham a sua vida escolar possuem mais chances de sucesso. Isso se deve ao fato dos pequenos estarem em fase de aprendizagem, assim, vendo a família participar do seu dia a dia, começam a entender a importância da escola e convivência social. Por outro lado, o envolvimento familiar permite que os pais possam entender as deficiências e dificuldades do filho e, dessa forma, ajudá-los a repará-las.
          Logo, a fim da ideia de importância da família na educação seja inata à população, algumas medidas urgentes devem ser tomadas. Na esfera educacional, o Ministério da Educação deve instituir nas escolas palestras ministradas por profissionais que tenham como público-alvo os pais e abordem a importância da sua participação na vida escolar. Já as ONGs que objetivam a educação, em parceria com a mídia local, devem criar campanhas que incentivem e persuadem a intensa participação familiar na rotina das crianças. Dessa forma, o desenvolvimento infantil será facilitado.