A importância do movimento feminista na luta pelos direitos das mulheres

Envie sua redação para correção
    O fracasso do movimento feminista                                       Segundo o IPEA, a cada 90 minutos uma mulher é assassinada no Brasil, fato decorrente dos altos índices de homicídios em nosso país. Entretanto, não pode-se atribuir os direitos conquistados das mulheres ao movimento feminista, que de nada foi importante para isso. Com base nisso, deve-se atribuir dois pontos principais nesse tema: o sexo privilegiado das mulheres e como o movimento trouxe vários problemas.
          De acordo com Martin Creveld, durante toda a história da humanidade a mulher foi um sexo privilegiado perante os homens. Durante quase todo o século XX, por exemplo, os homens foram as guerras e deram a vida por seus países, enquanto as mulheres faziam as tarefas desempenhadas pelos dois sexos. Outrossim, atualmente há diversos orgãos, como a Delegacia da Mulher e as denúncias de violência doméstica, que são exclusivamente para as mulheres, dando a elas diversas opções a mais.
          Desde os primórdios do movimento feminista, várias mulheres lutavam por uma igualdade de gênero, propondo o direito ao voto e a poder trabalhar independentemente. No entanto, esse movimento trouxe grandes problemas para as mulheres, principalmente ao que se refere ao trabalho. Antigamente quando a mulher casava-se, por exemplo, o homem era obrigado a sustenta-la, fato que não ocorre mais. Além disso, a mulher sempre teve o direito de trabalhar e o movimento feminista obrigou ela a fazer isso para poder viver adequadamente.
          Com base no que foi argumentado, é fato que o movimento feminista de nada foi importante para a conquista de direitos das mulheres, sendo algo totalmente desnecessário. Para combater essa ideia, é preciso uma grande reforma na educação, na qual o novo ministro da educação deve retirar qualquer ideologia presente nas escolas. Além disso, as mídias, principalmente jornais e redes sociais devem incentivar a leitura, desfazendo o movimento através de ideias, pois assim como disse Nelson Mandela, "A educação é a arma mais poderosa do mundo".