Envie sua redação para correção
    Ao fazer uma análise da sociedade atual, é indubitável que a desigualdade entre gêneros ainda prevalece, tendo consequências hodiernas no âmbito social. Nesse contexto, a luta pelos direitos das mulheres vem sendo buscada e conquistada, tendo como um grande marco na história, a conquista do voto feminino. Declarado dia 24 de fevereiro de 1932 no Brasil, originando o direito ao voto e a participação feminina no campo político, sendo assegurado, trazendo abertura à um grande movimento igualitário.
          É evidente que o desenvolvimento da sociedade está ligado ao seu comportamento, como indicado por Kant, a educação e o meio, respectivamente, são fatores determinantes para a formação humana. Mediante aos fatos expostos, é possível extrair que, durante todos os anos, a mulher foi posicionada em defasagem social e política, onde se submete a situações de exercer trabalhos mal remunerados, junto á baixas condições humanas, criando um grande imbróglio social, onde sempre um lado é maioral. Analisando o presente, onde os resultados contraproducentes continuam tomando força, constituindo a luta diurnal para a equipolência dos direitos femininos, deve-se o contínuo o apoio, para que assim, mulheres possam ocupar cargos e campos de pesquisa, onde se é hoje majoritariamente atribuídos à homens.
          O combate à liquidez inicialmente citada, contra o aumento de situações agravantes à desigualdade social e política, em contrapartida às mulheres, poderá ser levantada e discutida, em conjunto com o âmbito familiar e a sociedade, possam trazer oportunidades de ensino e conscientização, criando um ambiente democrático e igualitário à todos.