Envie sua redação para correção
    A histórica luta feminista 
       Durante muitos anos a mulher sempre foi considerada como o "sexo frágil". O movimento feminista começou a ter força ainda na Revolução Francesa, quando as mulheres passaram a exigir que os direitos conquistados pelos homens não ficasse restritos somente à eles. Na década de 1960 o movimento tomou força novamente nos Estados Unidos, quando as mulheres passaram a exigir, mais uma vez, direitos iguais e a diminuição do número da violência contra a mulher.
         O movimento feminista passou a ter força e reconhecimento há poucas décadas com o objetivo de exigir direitos iguais, denunciar a forma de como meninos e meninas são educados a cumprirem seus papéis de dominantes e dominadas e acabar com o machismo. Até hoje, por falta de informação, muitas pessoas confundem a definição de feminismo, fazendo-as idealizar que o movimento tem objetivo de diminuir os homens, assim como o machismo faz com as mulheres.
        Recentemente no Brasil, com as eleições de 2018, o movimento teve um grande reconhecimento e recebeu muitos novos apoiadores. O feminismo não se trata apenas de uma luta por direitos, mas também para a conscientização contra o feminicídio, que segundo o IPEA, a cada 90 minutos uma mulher é assassinada, e segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas pra os Direitos Humanos, o Brasil ocupa o 5º lugar no ranking mundial de feminicídio.
       Acerca dos argumentos apresentados, pode-se concluir que é necessário maior conscientização sobre o que é o feminismo e o que ele tem como objetivo. É também indispensável novas campanhas e propagandas acerca do assunto, palestras administradas por professores e profissionais no assunto em escolas e ambientes de trabalho.