A importância do movimento feminista na luta pelos direitos das mulheres

Envie sua redação para correção
    Ao longo da história, a mulher sempre foi vista de forma inferior em relação aos homens. Entretanto, graças a movimentos ao redor do mundo, consegue garantir o seu espaço aos poucos na sociedade. Diante disso, deve-se levar em consideração a importância do movimento feminista, visto que, serviu e ainda serve de base para mudanças no comportamento da sociedade em relação à mulher e a descrença nesse movimento em virtude do machismo que infelizmente ainda impera de forma efetiva.
    Em primeiro lugar, deve-se observar a importância e a influência que os movimentos ligados ao feminismo exercem. Sendo assim, essas manifestações foram responsáveis principalmente, pelo direito ao voto feminino, pela entrada da mulher no mercado de trabalho, independência social e econômica em relação à figura masculina e a desmistificação  dos estereótipos em torno da imagem do que é ser homem ou mulher, através da variedade de profissões quem ambos os sexos podem exercer, por exemplo. Além disso, isso pode validado diante do que afirma a socióloga Simone de Beauvoir, ao dizer que, ninguém nasce mulher, torna-se mulher.
    Em contrapartida, vale ressaltar a descrença nos  movimentos feministas que ainda persiste. Essa situação pode ser explicada pela sociedade machista em que, o número de mulheres representantes na política ainda é muito inferior ao número de homens e os atos de violência que ainda são constantes e que ainda torna a mulher submissa ao homem. Ademais, essa descrença deve-se ao fato da grande diversidade de pessoas, com diferentes etnias e classes, por exemplo, o que dificulta o entendimento e a aceitação do feminismo. Essa dificuldade confirma a teoria do sociólogo Karl Marx, ao dizer que a consciência dos indivíduos é influenciada pela sua situação social e econômica, ou seja, por isso que os movimentos feministas ainda são desvalorizados.
    Diante das dificuldades que o movimento feminista encontra, algumas medidas são necessárias. Primeiramente, é fundamental que o ministério da educação em parceria com órgãos ativistas, desenvolva palestras, discussões e debates nas escolas públicas e privadas com o intuito de conscientizar os alunos sobre a importância da mulher e dos movimentos que visam a sua valorização. Outrossim, é importante que sejam realizadas campanhas nas redes midiáticas com tv e internet, a fim de informar a população sobre a necessidade  de se ter mais representantes femininas na política e de diminuir os casos de violência contra a mulher e como consequência expandir esses movimentos. Dessa forma, os movimentos feministas conseguirão alcançar o maior número de pessoas e diferente do que afirmou Karl Marx, uma boa parcela da população independente de etnia ou classe social, torne-se defensora dessas manifestações.