Envie sua redação para correção
    Ao descortinar o Século XVlll, a sociedade passou a ir em busca de seus direitos e igualdades que são frutos dos ideais iluministas. Nesse contexto, atualmente, vem surgindo vários movimentos feministas, os quais buscam a igualdade da mulher em diversos contextos sociais. No entanto, devido à heranças conservadoras em consonância com questões políticas, observa-se várias resistências à tais movimentos.
        Mormente, é válido destacar que toda sociedade carrega consigo traços de sua história. Desse modo, verifica-se grande atrito de ideologias no que refere-se a inserção da mulher em ocupações que, em grande parte, só poderiam ser exercidas por homens. Nesse viés, é notório raízes ideológicas que perpetuam-se desde a Idade Média, pois, nesse período, criou-se a figura da mulher como um sexo frágil e incapaz de assumir determinadas funções às levando a imagem de apenas auxiliar o homem, na função de cuidadora da casa e dos filhos. 
        Outrossim, questões políticas ligadas à incúria do Governo em campanhas de combate a cultura machista, tendem a dificultar a solução da problemática. Nessa circunstância, o Poder Público, responsável por garantir a eficiência do Artigo 5° da Constituição Federal, onde assegura a igualdade para todos sem nenhuma distinção, é ausente em seus resultados, pois, segundo dados do portal Globo G1, apenas 19% dos cargos de alto escalão dos Governos são ocupados por mulheres, tal fato esclarece as poucas vagas disponibilizadas para cargos que podem ser ocupados pelo sexo feminino, resultando, assim, em vários protestos e reivindicações dos movimentos feministas em busca da isonomia.
          Fica evidente, portanto, a necessidade de medidas que mitiguem tais mazelas. Logo, o Ministério da Educação, junto às escolas, deve promover palestras nas escolas com  mulheres que venceram os preconceitos e ocupam várias posições privilegiadas, a fim de quebrar os dogmas antigos. Ademais, o Governo deve disponibilizar mais vagas para o sexo feminino, no intuito de inseri-las em seus cargos públicos e encerrando as desigualdades.