A importância do movimento feminista na luta pelos direitos das mulheres

Envie sua redação para correção
    Constata-se, que no século XIX, os direitos femininos começaram a emergir, contudo, mesmo que existam movimentos feministas pelo mundo, as mulheres ainda encontram muitas barreiras na sociedade.
          A partir do século XIX direitos como voto, divórcio, estudo e herança foram conquistados pelas mulheres, todavia, a opressão ainda existe como abusos verbais (cantadas indecentes) ou sexuais (estupro) e agressões, que no Brasil a cada doze minutos uma mulher é violentada (SNPM), contratempos que o movimento feminista que tem como objetivo igualdade entre homens e mulheres, tenta combater, como manifestações em redes sociais como as atrizes no Globo de Ouro com suas vestimentas pretas, para retratar os abusos que sofriam na industria cinematográfica, como a manifestações de mulheres nas redes contando como sofreram seu primeiro abuso, defendendo as agressões verbais que ocorreram com Valentina no programa Masterchef.
          No entanto, há várias barreiras que oprimem as mulheres, como no mercado de trabalho que chegam a ganhar cerca de 25,6% a menos que os homens segundo o CEPAL. Também uma sociedade machista que isola a mulher de certas profissões pois à acha incapaz, como uma pedreira ou veterinária, contrariedades que afastam a mulher do mercado de trabalho e as leva ao isolamentos se tornando submissa e dependente do marido como quando as mulheres só trabalhavam com a autorização do mesmo. Outra barreira é a divergência cultural como em países da África e Ásia na qual mulheres ainda são obrigadas a obedecer seus maridos quando por motivos de guerras e atentados os movimentos não conseguem chegar a esses territórios. 
          Em suma, para erradicar essas desigualdades deve-se começar pelo básico como não afirmar que é o homem que deve pedir em namoro, ou que trabalhar em construções ou de chef de cozinha é profissão de homens, até o ponto em que devemos denunciar atos de abusos e agressões. Através de palestras, campanhas e até mesmo filmes com A Mulher Maravilha, mostrar a força da mulher e que ela é tão forte e capaz de salvar o mundo como Super Homem assim como ingressar em qualquer profissão que almejar,  com os mesmos direitos e deverem de qualquer cidadão no mundo pois só assim acabaremos com as desigualdades.