Enviada em: 17/04/2017

O Brasil é reconhecido internacionalmente pela sua biodiversidade, porém esse cenário está mudando. Com o aumento da expansão do setor agropecuário no país diversos biomas têm sofridos danos irreparáveis, dentre eles o maior bioma da América do Sul, a Amazônia, e o cerrado que abrange o maior número de estados brasileiros.          Conhecido mundialmente por ser uma biblioteca viva a ser estudada, a Amazônia sofre com os danos da expansão da pecuária. Ademais, o desmatamento ilegal na região também contribui com a diminuição da cobertura vegetal afetando o ciclo das cuvas no Sudeste brasileiro com a diminuição da intensidade dos rios voadores. Outrossim, vários estados têm sofrido com seca repentina devido à diminuição do ritmo de chuvas nos últimos anos, todos situados na parte sul da floresta amazônica, a mais afetada.          O Cerrado abriga as nascentes de rios importantes para a economia brasileira, dentre eles o São Francisco. Há milhares de anos o ser humano habita nas margens dos rios como na região da mesopotâmia, com o São Francisco é indiferente, porém com o desmatamento das matas ciliares este importante rio tem sofrido com o assoreamento; diminuindo sua vasão e prejudicando as populações que vivem dele. Desse modo, o bioma que abrange cerca de 25% do país tende a se extinguir.          Nesse contexto faz-se necessário o replanejamento econômico e social do país a longo prazo objetivando a preservação e sustentabilidade. Para isso, é imprescindível ações do governo para a conscientização populacional da importância do Meio-Ambiente, como palestras nas áreas afetadas. Além disso, é necessário o aumento do policiamento específico visando combater ações que venham a prejudicar não somente a fauna e a flora do Brasil como a nós mesmos que somos completamente dependentes deles....