Enviada em: 17/06/2017

Riqueza de plantas e animais,equilíbrio térmico,patrimônio histórico e cultural.Esses são alguns aspectos positivos atribuídos aos biomas no Brasil em relação à manutenção da vida.Entretanto,eles estão sendo ameaçados,sobretudo,pelo desmatamento excessivo-em virtude da ocupação desordenada e desenvolvimento agropecuário-e fiscalização precária das áreas de risco.Logo,alterar esse quadro:eis nosso desafio.    Antes de tudo,a devastação florestal excessiva está relacionada,na maioria das vezes,a ocupação humana desordenada e ao avanço da agropecuária.Nesse caso,os principais ambientes afetados são Mata Atlântica e o Cerrado devido à construção de habitações,hidrelétricas-para geração de energia-pecuária bovina e cultivo lucrativo de soja-principalmente onde esse predomina.Desse modo,é cada vez maior o desequilíbrio ecológico e perda da biodiversidade, pois eles servem de habitat para várias espécies endêmicas,além de serem fonte de subsistência de muitas comunidades indigenas e quilombolas,representando,assim um rico patrimônio cultural desse povos.     Ademais,a fiscalização insuficiente,sobretudo dessas áreas,e a ausência de consciência ecológica por parte da população referente à sustentabilidade colaboram para agravar esse cenário.Isso porque há poucos funcionários do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (IBAMA) para atender a demanda a fim de evitar a retirada ilegal da cobertura vegetal e proteger as unidades de conservação.Dessa maneira,tal situação possui uma ligação com a afirmação "os fins justificam os meios" de Nicolau Maquiável tendo em vista a sociedade capitalista e antropocêntrica na qual vivemos.    Fica evidente,portanto,que a intervenção do homem sobre os biomas nacionais tem prejudicado a diversidade biológica.Para tanto,cabe ao Ministério do Meio Ambiente investir em recursos humanos para o IBAMA com vistas a aumentar a fiscalização em especial na Mata Atlântica e no Cerrado,evitando a exploração descontrolada.Já a escola deve divulgar documentários acerca deles e dos 3R's (reduzir,reciclar e reutilizar),estimulando o consumo sustentável e diminuindo,assim,os impactos gerados pelo desperdício excessivo....