Enviada em: 14/07/2017

O nome bioma é dado a um conjunto de características específicas -animais, vegetação e clima- em uma região e ele deve ser preservado para garantir a sobrevivência tanto humana quanto animal e vegetal. Sob tal ótica, é relevante analisar os problemas enfrentados quanto a esse assunto no Brasil e os seus impactos para a sociedade.  É sabido que no Brasil existem seis biomas diferentes -Pantanal, Mata Atlântica, Pampa, Caatinga, Cerrado e Amazônia- cada um com suas particularidades, no entanto, o maior traço comum entre eles é a destruição que estão sofrendo. Nesse contexto, o ser humano é o principal causador de problemas; além da imensa poluição do ar já existente, as matas nativas estão desaparecendo devido ao desmatamento para a exploração ilegal da madeira e para ceder lugar à agropecuária, destacando a plantação de soja e a criação de grandes rebanhos bovinos.  Embora seja necessária a intervenção humana em áreas naturais para o desenvolvimento da espécie, a falta de planejamento gera inúmeros danos a todos. Nesse interim, o maior exemplo é a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, no Pará, que será a maior exclusivamente brasileira e representará dez por cento do consumo nacional, todavia, prejudicará a população que depende do Rio Xingu para a sobrevivência (pesca e população indígena) e alagará uma grande área do território existente na Mata Atlântica. Paralelamente a isso, devido ao desmatamento, dezenas de espécies entram em extinção e prejudicam cadeias alimentares, acarretando prejuízos à humanidade.  A fim de que exista maior sustentabilidade e preservação dos biomas brasileiros, uma vez que são essências à vida, é necessário que o Governo Federal, junto ao Ministério do Meio Ambiente, contrate profissionais especializados em fiscalização, através de concursos públicos, para atuar protegendo a flora e a fauna. Ademais, as escolas, junto à mídia, devem promover campanhas de incentivo à preservação e palestras educativas, para que os jovens garantam um futuro promissor....